5 °C
Notícias

Atentado no centro de Istambul deixa mortos e feridos

|


 

Atentadoistambul

Kemal Aslan/Reuters       Homem é resgatado após atentado suicida no centro de Istambul, na Turquia



(LONDRES) Da redação com G1 e Observador -Ao menos cinco pessoas, incluindo um homem-bomba, morreram e 36 ficaram feridas em um atentado deste sábado (19) na avenida Istiklal, segundo um comunicado do escritório do governador deIstambulreproduzido pela emissora CNN Turk. As informações são da agência Reuters.


Das 36 pessoas feridas, sete estão em estado grave. O ataque foi cometido por um suicida que detonou explosivos por volta das 9h local em uma região comercial de Istambul, na Turquia, segundo a emissora.


Segundo o governador Vasip Sahin, o alvo era um prédio oficial localizado nos arredores, "a subprefeitura do bairro de Beyoglu".


A avenida Istiklal foi interditada após o atentado, assim como boa parte da praça Taksim. Um helicóptero da polícia sobrevoava o local, onde estavam posicionados policiais armados.



O ministro da Saúde Mehmet Muezzinoglu disse que 12 pessoas entre as feridas são estrangeiras. Há três cidadãos israelitas entre os feridos, afirma a agência turca Dogan. "Um número" de cidadãos irlandeses também estão entre as pessoas machucadas, declarou Charles Flanagan, ministro de Relações Exteriores da Irlanda.


Também há um português entre os feridos. Foi atingido por um estilhaço na zona da cabeça no decorrer da explosão. A informação foi confirmada pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro. O cidadão estava trabalhando numa empresa portuguesa com projetos em Istambul.


"O homem detonou a bomba antes de chegar ao ponto-alvo, porque ficou com medo da polícia", disse à Reuters uma autoridade turca, acrescentando que o objetivo verdadeiro era se explodir em um lugar mais cheio.


Autoridades turcas afirmaram que evidências sugeriram que o homem-bomba por trás do ataque pode ter vindo do Estado Islâmico ou do Partido dos Trabalhadores Curdos.


Segundo a agência de notícias Reuters, autoridades turcas estão investigando o atentado. O governador de Istambul declarou que rumores sobre mais ataques pela capital são falsos.