19 °C
Notícias

Réptil que viveu antes dos dinossauros foi descoberto no Brasil

|


Reptilnobrasil


(LONDRES) - Com DN - Um fóssil do crânio de um réptil primitivo que viveu há 250 milhões de anos foi descoberto no Rio Grande do Sul por uma equipe de paleontólogos e batizado de Teyujagua paradoxa, de inspiração indígena, já que na língua guarani a primeira palavra significa “réptil feroz”.


O fóssil foi descoberto no início de 2015 por especialistas da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), numa rocha do Triássico perto de São Francisco de Assis. O estudo foi desenvolvido por uma equipe de três universidades brasileiras e de uma inglesa.


Richard Butler, da Universidade de Birmingham, explica que a descoberta "é importante porque ajuda a perceber as origens de um grupo de vertebrados chamado arcossauriformes", que originou os dinossauros, crocodilos e pássaros. Ou seja, o achado ajuda a clarificar a evolução inicial deste grupo.


Este animal viveu após a grande extinção Permo-Triássica, que ocorreu há 252 milhões de anos - um evento que aniquilou 90% das espécies que viviam na altura e que foi provavelmente desencadeada por erupções gigantes na parte oriental do que é hoje a Rússia.


Depois da extinção, os sobreviventes tiveram oportunidade para crescer em número e diversidade. Os arcossauriformes e os seus "primos" como osTeyujaguaparadoxaafirmaram-se e dominaram os ecossistemas, acabando por dar origem aos dinossauros.


A equipe continua as escavações no local onde o fóssil foi encontrado e espera encontrar mais material que permita saber sobre o período da emergência dos dinossauros, bem como sobre como os ecossistemas reagem após grandes eventos de extinção.