8 °C
Turismo

O top 5 do que fazer na Irlanda em 2016

|

Por Júlia Paniz, do e-Dublin 


Rugbyirlanda

Fonte: e-Dublin


Para quem mora na Irlanda ou se você está para ir à Ilha Esmeralda, montamos uma “bucketlist”um tanto quantoirish”. São eventos, passeios e lugares que não pode perder, em 2016, na terra dos “leprechauns”.



Se não der para fazer todos, tente pelo menos um deles. Lembre-se daquele velho conselho: “Faça algo diferente de tudo o que está acostumado pelo menos uma vez ao ano”. Faz bem para a alma dos mochileiros e exploradores. Confira o nosso top 5.



1 Alugar um carro e viajar pela Irlanda


A Irlanda não é só Dublin. Quem já pesquisou sobre o país sabe que a ilha tem paisagens maravilhosas, de deixar qualquer um de boca aberta. Galway, Connemara, Cliffs of Moher, Dingle, Ring of Kerry, Donegal, Sligo, Wicklow são apenas alguns dos destinos que valem uma “roadtrip”. Seja pelo interior ou pela costa, explore além do lugar que escolheu para chamar de casa.


2 Ir a um show do Riverdance


A cultura irlandesa é mantida com muito amor e carinho pelos “irish”. O sapateado irlandês não fica para trás e é um dos mais famosos do mundo. Representando muito bem essa expressão artística está o grupo Riverdance, espetáculo famoso pela agilidade dos dançarinos, que é inspirado na cultura celta.


3 Visitar castelos irlandeses

Sim, você precisa ir aos Cliffs of Moher, visitar pontos turísticos em cidades como Dublin, Gaway, Cork, Limerick e tantas outras. Mas a cultura milenar da Irlanda nos faz viajar no tempo e viver na época dos celtas, vikings e monarcas.


4 Conferir eventos do centenário da Revolta da Páscoa

A chamada Easter Rising (Revolta da Páscoa) foi uma tentativa de independência da Irlanda em relação ao Reino Unido, realizada durante a Semana Santa (1916). A revolta, que comemora seu centenário em 2016, deu início à maior guerra pela luta da independência do país (entre 1919 e 1921), ou seja, foi onde tudo começou.

Além de desfiles, concertos e exposições realizados por todo o país, acontecerá também um festival de música, o Raveloide, durante o verão, para celebrar a linguagem cultural irlandesa, com música, dança, comédia, esporte, literatura e muito mais. Ingressos antecipados já estão à venda e o primeiro lote custa €100 para os três dias, de 10 a 12 de junho, em Balbriggan.


5 Assistir a um jogo de rúgbi ou outro esporte irlandês

Este ano, três jogos já estão confirmados no Aviva, estádio de rúgbie futebol de Dublin, contra País de Gales, Itália e França. Ingressos ainda não começaram a ser vendidos ao público.


Além do rúgbi há ainda o futebol gaélico, cujo objetivo é fazer gol com chutes e socos; o hurling; o críquete; as famosas corridas de cavalos e cachorros. O estádio do futebol gaélico e hurling é o Croke Park, um dos maiores estádios da Europa.



Moeda: Euro

Idioma:galês e inglês

Documentos:brasileiros não precisam de visto para entrar no país se a permanência for inferior a três meses

Clima: muito vento e chuvayt