23 °C
Mundo

​Mais de 10 mil crianças imigrantes estão desaparecidas pela Europa

|


CrianasdesaparecidasfonteBBC

(LONDRES) Por Redação - Segundo dados levantados pela Europol, mais de 10 mil crianças imigrantes desapareceram nos últimos dois anos, durante o trajeto ou após a chegada à Europa.

A unidade de inteligência da polícia da União Europeia afirmou que esse é o número de crianças que foram dadas como desaparecidas, após serem registradas em território europeu, o que ressalta que há mais casos que não puderam ser contabilizados.

Brian Donald, chefe de gabinete da Europol, declarou que essas crianças podem estar sendo usadas para trabalho escravo ou exploradas sexualmente, já que muitas vezes chegam desacompanhadas e pela vulnerabilidade se tornam alvos fáceis de criminosos. Porém também há hipóteses menos críticas, como nos casos em que as crianças vão viver com outros membros da família e por isso somem dos registros.

Os governos da Itália e da Suécia relataram casos de desaparecimentos de crianças e jovens adultos nos últimos dois anos, tanto logo após a chegada ao país quanto dentro dos centros de acolhimento aos refugiados.

Fábio Sorgoni, da ONG italiana On the Road, disse em entrevista à BBC que poucos desses centros possuem tradutores suficientes e especialistas capazes de identificar indícios de exploração sexual. Segundo ele, as crianças podem sair à rua durante o dia e é nesse momento em que são abordadas pelos aliciadores.