19 °C
Europa

​Finlândia ensina imigrantes como se comportar com relação às mulheres

|

Classesfinlandia


(LONDRES) Da Redação - O governo finlandês recebe imigrantes com aulas sobre valores morais finlandeses e como se comportar em relação a mulheres.

Depois de uma onda de ataques sexuais, o governo quer garantir que as diferenças culturais mais conservadoras tenham condições de adaptação ao país que está acolhendo imigrantes.


Numa das classes, o discursos da professora ganha nuances pedagógicas para dizer que na Finlândia a esposa não pode ser comprada e o relacionamento só ocorre quando existe aceitação por parte da mulher, já que no país os direitos são iguais. Entre olhares ressabiados e traduções para o árabe, os alunos das classes chegam a tomar nota do que estão ouvindo em sala de aula.

Os centros de recepção a imigrantes na Finlândia levam essas aulas voluntárias de etiqueta e cultura muito a sério. Os homens também são informados sobre a legislação local, então sabem o que esperar caso toquem alguma mulher de forma inapropriada, motivo pelo qual o projeto recebe apoio da polícia e do Ministério do Interior finlandês.

No último outono, três imigrantes foram condenados por estupro na Finlândia. Na noite de Ano Novo houve uma série de ataques sexuais em Colônia, na Alemanha, e em Estocolmo, na Suécia.

De acordo com informações divulgadas pela BBC, as vítimas nesses casos declararam que os agressores tinham aparência árabe - suspeita que o chefe adjunto de polícia em Helsinque, Ilkka Koskimaki, decidiu tratar em público. A polícia confirma que apesar de não ser usual divulgar a etnia dos suspeitos, a maneira como tem ocorrido os crimes sexuais levou a tomar a decisão de tratar com mais clareza.