12 °C
Comunidade

​Cachaça anglo-brasileira lança competição para escolher rótulo

|

(LONDRES) Por Denis Kuck - Você sabia que existe uma cachaça anglo-brasileira e, ainda por cima, artesanal e orgânica: É a Abelha Cachaça, produzida na Bahia mas que tem sede e distribuição na Inglaterra. A marca abriu competição para escolher o rótulo de uma edição especial e limitada, que será lançada no verão britânico no ano que vem.


“Convocamos artistas, designers, ilustradores e amantes de drinques para participar de nosso desafio, celebração de uma bela região da Bahia”, diz a Abelha Cachaça. Além de estampar as garrafas, o vencedor do trabalho selecionado ganhará um prêmio de dois mil euros.


Os 10 melhores trabalhos serão exibidos em Londres no dia lançamento da edição limitada em junho. A competição está aberta até 6 de março. O vencedor será definido por um painel de cinco jurados.


A cachaça é feita na cidade de Rio das Contas, Chapada Diamantina, por produtores locais. A proposta da Abelha Cachaça é promover o desenvolvimento da população do município e ao mesmo tempo utIlizar métodos artesenais e orgânicos de destilação e fabricação.


Cerca de 10 pessoas trabalham na Fazenda Vaccaro, onde a bebida é feita. Mas esse número pode variar conforme a fase da produção. Na época em que os rótulos são colocados na garrafa, por exemplo, o time de futebol feminino local costuma ser empregado por uma semana.


O belo cenário da fazenda está aberto à visitação e conta com três casas na árvore para acomodação. O local tem rios, piscinas naturais e muita vegetação. A marca foi lançada no Reino Unido em 2009 e pode ser encontrada em bares, restaurantes e algumas grandes redes de supermercado. Além disso, é vendida para 11 países.


“Eu sempre tive o desejo de trabalhar com algo do Brasil e difundir a cachaça artesanal. Antigamente, você só conseguia comprar marcas industriais de baixa qualidade e que não representam a riqueza dessa bebida”, explica o criador da Abelha Cachaça, o inglês Hal Stockley. E embora as abelhas não tenham nada a ver com a produção da marca, a bebida ganhou esse nome devido ao seu leve aroma adocicado.


Stockley diz que o mercado de cachaça ainda é relativamente pequeno no Reino Unido: “Para que o consumidor aprenda a apreciar toda a variedade e sabor das cachaças ainda leva um tempo, mas estamos otimistas.”


Em 2015, a edição especial de verão foi desenhada pela artista baiana Ananda Nahu, que tem murais pintados em diversas cidades do Brasil e do mundo, como Rio de Janeiro e Nova York.


Segundo a cachaçaria, o lançamento foi uma preparação para a competição aberta agora, também pensada para coincidir com a realização dos Jogos Olímpicos de 2016. Ananda esteve em Londres para o lançamento da cachaça e ainda fez um mural em Newcastle durante festival de cultura latina.


“A Abelha Cachaça quer celebrar o verão de 2016 com novo selo, inspirado no mais colorido, vibrante e culturalmente diversificado estado do Brasil, a Bahia”, explica o dono da marca.


A cachaçaria dá algumas dicas para inspirar os trabalhos: “crie um peça de arte, preferencialmente em duas dimensões, que possa ser usada numa garrafa da Abelha Cachaça. Busque inspiração em formas, instrumentos, paisagens, pessoas, alma e simplicidade do ritmo rural da Bahia”.


Bons drinques. E se for dirigir, chame um cab (ou um uber).