4 °C
Home

Maior goleiro artilheiro da história encerra carreira

|

(LONDRES) Da redação - Rogério Ceni, maior goleiro artilheiro da história do futebol mundial, com 131 gols (69 de pênalti, 61 de falta e um com a bola correndo), despediu-se do futebol e do São Paulo, clube que defendeu por 25 anos, em partida comemorativa disputada ontem.


O goleiro, de 42 anos, disputou 1.237 partidas e é o décimo maior artilheiro do tricolor paulista. Em um Morumbi lotado, o jogo reuniu vários ídolos da história do São Paulo. O goleiro entrou em campo após o locutor do evento citar todos os títulos que Rogério conquistou no clube, incluindo o tricampeonato brasileiro entre 2006 e 2008 e duas Taças Libertadores.


No jogo comemorativo, um dos times contou com campeões mundiais de clubes com o São Paulo em 1992 e 1993, como Raí e o ex-goleiro Zetti, que Ceni substituiu em 1997. No outro estavam os campeões mundiais de 2005, entre os quais Amoroso, Souza, Richarlysson, o uruguaio Diego Lugano e até o técnico Muricy Ramalho.


Rogério Ceni jogou o primeiro tempo como goleiro de uma das equipes e no segundo atuou como atacante para o outro time. No intervalo, Ceni cantou com a banda Ira!.


O jogador do São Paulo encerrou a carreira com 26 títulos - 22 com o São Paulo e quatro com a seleção brasileira ."Quero agradecer a todos os meus parceiros a oportunidade de viver o que vivi no São Paulo". Torcedor são-paulino, vocês foram o motivo de tudo isso. Um sonho que durou 25 anos e confesso que estou muito feliz, porque eu acredito que esse era o único clube capaz de propiciar uma festa como essa", disse Ceni ao final da partida.