4 °C
Londres

Ataque em estação de metrô é tratado como terrorista pela polícia

|

(LONDRES) Da redação - A polícia está tratando como um evento terrorista o ataque realizado no sábado por um homem com uma faca na estação de Leytostone no leste de Londres. A ação terminou com duas pessoas feridas, uma delas em estado grave, mas estável. Outro indivíduo sofreu ferimentos leves.


O autor do ataque, Muhaydin Mire (29), foi dominado com uma arma de choque elétrico, preso e será levado a julgamento por tentativa de assassinato. Na hora em que cometeu o ataque, ele gritava “em nome da Síria”.


A primeira audiência do caso ocorreu na segunda-feira (7). O promotor afirmou que Mire deixou um corte de 12 centímetros na garganta de um dos feridos, um homem de 56 anos, que precisou passar por uma cirurgia.


Segundo testemunhas, ele foi golpeado por um soco, caiu no chão e depois o agressor o esfaqueou. O ataque está sendo investigado pelo departamento antiterrorismo da polícia de Londres. Segundo autoridades, o patrulhamento no metrô foi reforçado, inclusive com agentes à paisana. O gabinete do primeiro-ministro britânico, David Cameron, afirmou que estava monitorando a situação de perto.



Várias pessoas gravaram o momento do ataque. Nos vídeos é possível ver a hora em que a polícia chega na estação e controla o homem. Várias pessoas gritaram para que ele largasse a faca.



Num dos vídeos, escuta-se alguém gritando “você não é muçulmano, irmão (“you ain’t no Muslim, bruv). Após o incidente, a frase foi usada como hashtag nas redes sociais para condenar o ocorrido.



Instituições islâmicas de Londres e da região onde ocorreu o ataque condenaram o ato e afirmaram que a religião não permite violência. Uma testemunha que tentou impedir a ação criticou os passageiros do metrô, que segundo ele estavam mais preocupadas em gravar a cena do que em ajudar. A polícia pediu para todos que filmaram o incidente mostrem as imagens às autoridades.



Uma testemunha contou à rede BBC que viu muitas pessoas correndo em direção à saída da estação. “Vi uma pessoa, um adulto, deitado no chão com um homem em pé, segurando uma faca”, disse. A polícia afirmou que provavelmente o agressor tenha escolhido as vítimas aleatoriamente.