14 °C
Mundo

FBI trabalha com hipótese de terrorismo para ataque em San Bernardino

|

(LONDRES) Por Denis Kuck - O FBI não descarta a hipótese do ataque a um centro de pessoas com deficiência em San Bernardino, sul da Califórnia, que deixou 14 mortos e 21 feridos, ter motivações terroristas. Segundo as autoridades, a ação foi planejada pelo casal Syed Farook e Tashfeen Malik, que foram mortos pela polícia após o massacre.

Segundo fontes judiciais, Farook possivelmente mantinha contato com pessoas ligadas a organizações terroristas e tinha se radicalizado. Após buscas policiais, autoridades indicaram a presença de armamento pesado na residência dos atiradores. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu maior controle de armas no país.

Parlamento alemão aprova operações militares na Síria


A câmara baixa do parlamento alemão aprovou nesta sexta-feira a entrada do país na campanha militar contra o grupo extremista Estado Islâmico na Síria. Dos 598 congressistas presentes na sessão, 445 votaram a favor, 146 contra e 7 se abstiveram.

A campanha não incluirá o bombardeio de alvos terroristas, mas apenas missões de apoio para as forças francesas, britânicas e americanas.


Caças britânicos bombardeiam alvos do EI na Síria


Apenas uma hora depois do parlamentares britânicos aprovarem bombardeios contra o Estado Islâmico na Síria, caças das forças armadas do Reino Unido partiram em missão e realizaram ataques contra uma refinaria de petróleo controlada pelo grupo terrorista.

Segundo as autoridades, a missão foi bem-sucedida. O objetivo é golpear as fontes de renda dos extremistas. Os bombardeios foram aprovados na Câmara dos Comuns após um longo e intenso debate de 10 horas, e só foi autorizado pois 66 trabalhistas votaram contra a orientação do líder do partido, Jeremy Corbyn. Um dos deputados que votou a favor dos ataques, Neil Coyle, recebeu ameças pelo Twitter.