8 °C
Cinema

Brasileiro Aspirantes teve estreia mundial na República Tcheca

|

BN682_Cinema_Aspirantes

Filme abriu, com sessões lotadas, um dos principais segmentos do Festival Internacional de Karlovy Vary


(LONDRES)Por Rodrigo Santos - O Brasil esteve muito bem representando num dos principais festivais de cinema da Europa. No início do mês, na 50ª edição do Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary, na República Tcheca, o filme Aspirantes, do diretor Ives Rosenfeld, abriu a mostra Fórum de Independentes, registrando sessões lotadas e com grande interesse da plateia.
A estreia mundial de Hopefuls (título em inglês) – mesmo para o Brasil, ainda não há data de estreia prevista – foi motivo de honra e emoção para Rosenfeld, a produtora Tatiana Leite e o protagonista Ariclenes Barroso, que viajaram à badalada cidade termal a fim de promover o filme. O Brazilian News conversou com eles com exclusividade.
Mesmo antes de ser finalizado, Aspirantes já havia despertado o interesse do mercado internacional. Em 2014, o filme recebeu o Prêmio Carte Blanche no Festival de Locarno (Suíça) e foi escolhido o melhor da seção, dedicada a apoiar filmes em pós-produção, e pelo qual recebeu o equivalente a US$ 11 mil.
Aspirantes conta a história de Júnior, jovem jogador de time amador de futebol de Saquarema – município do Rio de Janeiro –, que tem de lidar com a inesperada gravidez da namorada, enquanto seu melhor amigo de infância assina contrato com um time profissional, despertando a inveja do protagonista.
Ives Rosenfeld, estreante como diretor de longas – no currículo somente um curta-metragem (O dia em que não matei Bertrand, de 2008) e experiências como técnico de som –, contou que sua paixão pelo futebol se misturou a do próprio cinema na hora de desenvolver o projeto, que durou cinco anos.
“Sempre senti falta de ver filmes brasileiros sobre futebol. Durante o desenvolvimento do roteiro, conheci muitos garotos que sonhavam em ser jogadores de futebol. Mas a realidade é que a grande maioria não vai conseguir. Então foi uma escolha natural deixar de lado as histórias dos vencedores”, disse o diretor.
Para Ives, pode parecer irônico falar sobre esse ideal num momento em que o futebol sofre uma de suas maiores crises. “Mas o esporte é muito maior do que qualquer confederação ou figurões”, completou.
Ariclenes Barroso, ator que deu vida ao personagem Júnior, ganhou seu primeiro protagonista no cinema. Nascido no Ceará e morando em São Paulo desde os 4 anos, ele acumula experiências no teatro e em filmes como “Tatuagem” e “Se Deus quiser que venha armado”, pelo qual foi premiado no Festival do Ceará em 2013.
“Inicialmente pensamos em usar somente não atores no filme. Mas precisávamos não só de um ótimo ator, capaz de lidar com a densidade dramática do personagem, mas também alguém com bastante carisma, que não deixasse os silêncios do personagem se tornarem chatos. E quando conheci o Ariclenes, foi amor à primeira vista”, contou o diretor. Bento, melhor amigo de Júnior, é interpretado por Sérgio Malheiros, conhecido da TV brasileira em novelas como “Da Cor do Pecado” e “Cheias de Charme”.
O Festival de Karlovy Vary aconteceu de 3 a 11 de julho, celebrando 50 anos de atividades e com a presença de grandes nomes do cinema como Richard Gere e Harvey Keitel.