8 °C
Notícias

Portugal é o país europeu com maior taxa de emigração ao todo já são 5 milhões fora do país

|

emigrantes

(LONDRES)Da redação com Conexão Lusófona


O estudo recentemente publicado - “Três Décadas de Portugal Europeu” – trouxe uma importante análise sobre o país na Europa. Pela pesquisa feita desde 1986, de acordo com o estudo promovido pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, Portugal é o país com a taxa de população emigrada mais elevada da Europa e é o sexto país em número mais elevado de emigrantes, com mais de cinco milhões de portugueses a morar fora do país.
O número de novos emigrantes ultrapassa os 50 mil e é superior, desde 2011, ao de imigrantes, cujo valor caiu de um máximo de 80 mil em 2002 para menos de 20 mil em 2013.
Os portugueses partiram principalmente para países da Europa, como França, Alemanha, Luxemburgo, depois Suíça, Espanha e Reino Unido. Para o continente americano, os países mais escolhidos foram o Brasil, a Venezuela, os EUA ou o Canadá. Já para o continente africano, os portugueses escolhem mais Angola ou Moçambique, onde já se encontram cerca de dois milhões de emigrantes. Pelo resto do mundo já são mais de cinco milhões.
Atualmente, no país residem mais meio milhão de pessoas do que até na data de adesão à Comunidade Económica Europeia (CEE), mas após registar um máximo populacional de 10,6 milhões em 2008 e 2010, a população desceu até aos 10,5 milhões.
Previsões europeias para 2013/2080 apontam valores preocupantes: Portugal terá menos de 10 milhões de habitantes até 2030, menos de nove milhões até 2050 e perderá um quarto da sua relevância na população europeia até 2060.
A Irlanda, Espanha, Grécia e Portugal foram os Estados-membros em que a taxa de emigração mais subiu e a taxa de imigração mais baixou desde 2008, devido ao impacto causado pela crise financeira.


emigrantes