14 °C
Gastronomia

Nova colunista gastronômica fala dos benefícios e ensina a preparar o iogurte grego caseiro

|

iogurte 02

MURIAÉ por Nathália Vegi - Olá leitores do Brazilian News! Para quem não me conhece, o meu nome é Nathália Vegi, sou de Muriaé (MG) e a partir desta semana vou estar com vocês na minha coluna "Cozinha da Nat". Vou trazer, a cada edição, uma dica gastronômica e uma receita direto da minha cozinha experimental, aqui em Minas, para vocês, nossos compatriotas, aí na terra da rainha.


Como mineira e amante da boa comida, não me limitarei a receitas das nossas Minas Gerais. Vamos falar e ensinar o que a culinária brasileira e a internacional podem nos proporcionar, além de sabores e cheiros.


Para me ajudar nesta seção, convidei a minha “cumadi” Luciana Carina, lá de Brasília (DF), minha amiga de milhões de anos que também adora estar na cozinha em suas horas vagas, preparando sempre uma receitinha 'light', diferente e saudável.


Portanto, no decorrer do tempo que estarei com vocês, encontrarão tanto receitas minhas, quanto dela, também, para agradar a todos os gostos.
Nesta semana, vamos falar dos benefícios do iogurte grego e, em seguida, ensiná-los como preparar.


BENEFÍCIOS:


Rico em proteínas
O Iogurte grego possui entre 1,5 vezes a 2 vezes mais proteína que o iogurte comum.
Mas isto vale principalmente para os iogurtes feitos em casa, pois o iogurte grego industrial brasileiro tem adição de muitos conservantes que não fazem parte da receita grega original.
A proteína extra, contida na versão grega do iogurte, te ajudará a mantê-lo saciado e satisfeito por mais tempo. Além de contribuir para uma alimentação rica em proteínas, que é muito importante para quem tem um estilo de vida ativo.


Fácil digestão
Pelo fato de que o iogurte grego contém menos carboidratos do que o iogurte normal, ele tem menos lactose, que é o açúcar contido nos produtos lácteos, que causa problemas digestivos em muita gente.
Isto significa que dependendo do seu grau de intolerância a lactose, o iogurte grego pode ser mais indicado.


Versalidade
Iogurte grego pode ser usado em muitos pratos, tanto os salgados quanto os doces. Devido à sua textura espessa e sabor rico, muitas pessoas usam o iogurte grego como um substituto para o creme de leite na cozinha.


Textura
Em termos de textura, o iogurte grego é imbatível. Ele tem uma consistência suave e espessa. É uma das grandes vantagens do iogurte grego em relação ao normal. Ele passa por um processo de drenagem para remover o soro do leite, também chamado de 'whey'.
Quando o soro é removido, cria-se um produto muito mais espesso. É por isso que o iogurte grego é tão popular. Ele cria uma sensação gostosa de comer algo muito cremoso e suave.


Probióticos
O iogurte grego, assim como outros produtos fermentados, contém probióticos, que são micro-organismos vivos. Estas bactérias ajudam a melhorar a função digestiva e o sistema imunológico, além de muitos outros benefícios para a saúde.


Saciedade
O Iogurte grego, por ser rico em proteínas é também conhecido como parte de algumas dietas por nos manter com a sensação de saciedade por mais tempo.


INGREDIENTES:


- 2 litros de leite (integral, desnatado ou o que preferir, pode ser de saquinho ou caixinha)


- 1 pote (200ml) de iogurte natural integral (qualquer marca – só será necessário na primeira vez que fizer o iogurte, as demais vezes você usará o seu próprio iogurte como “fermento”)


- Essência de baunilha a gosto (opcional)


- Adoçante ou açúcar a gosto (opcional)


MODO DE PREPARO:


1 – Aquecer o leite: Leve o leite ao fogo até que ele quase ferva. Quando ameaçar a subir, desligue o fogo e espere que esfrie (Não completamente).


Se formar aquela pele no leite depois de esquentá-lo, retire-a.


Importante: Não pule essa etapa. O leite precisa realmente esfriar um pouco para a próxima etapa.


2 – Deixe esfriar um pouco: Deixe o leite esfriar para algo em torno de 38 a 40 Celsius. Se você tiver um termômetro de cozinha, melhor.


Caso não tenha um termômetro culinário, pode usar a técnica do dedo!


Se conseguir deixar o dedo no leite por 10 segundos sem se queimar, ele está bom! Se você for apressado, uma boa dica é encher a pia ou uma tigela grande com gelo e colocar o recipiente de leite dentro, só cuidado para não esfriar demais, se não, não dá certo.


3 – Adicionando o Iogurte Natural (que chamamos de Isca): Depois de se certificar que o leite está na temperatura ideal, que citei acima, é hora de colocá-lo em um recipiente com tampa, adicionar o iogurte natural e misturar bastante.


Tenha certeza que na composição do iogurte natural escolhido contenha Fermento Lácteo. Nas próximas vezes, você não precisará mais do iogurte natural, pois poderá guardar um pouco deste lote (antes de escorrer) para utilizar no próximo lote no lugar do iogurte natural.


A dica para quem não quer fazer muitos lotes de iogurte, é guardar a isca no congelador, depois de descongelar ela funciona também.


4 – Incubadora: Tampe o recipiente e envolva com um cobertor fino ou toalha grossa e coloque em um forno convencional que foi aquecido a 180 graus por apenas um minuto e, em seguida, desligue.


Vamos deixar dentro do forno (desligado) incubando o leite por 12 horas.


Após o período de 12 horas nós teremos o iogurte natural normal. Se quiser, pode comê-lo. Mas se quiser a versão grega do Iogurte siga os próximos passos, lembrando que antes de drenar o iogurte, guarde um pouco para utilizar como isca, da próxima vez que for fazer.


5 – Drenando o Iogurte: Utilize aqui um escorredor de macarrão, uma Tigela e um Pano de louças daqueles usados para fazer queijo ou até mesmo uma fralda de tecido limpa. Coloque o pano dentro do escorredor de macarrão, e na sequência o escorredor de macarrão dentro da tigela.


Derrame com muito cuidado o iogurte neste “Coador”. Leve na Geladeira por 3 a 4 horas, se ficar mais não tem problema. Quanto mais tempo drenar, mais consistência terá o iogurte grego.


6 – O Iogurte Grego: Após a drenagem, quando o volume do seu iogurte diminuir pela metade, basta retirá-lo do filtro e bater manualmente ou com um batedor para deixar o iogurte na consistência desejada. Depois de retirar o iogurte do filtro, uma boa opção é usar uma gotinha de essência de baunilha e adoçá-lo com adoçante ou açúcar para consumir.


Caso ache que tenha ficado consistente demais, adicione um pouquinho só de leite desnatado e misture até conquistar uma consistência melhor.