19 °C
Notícias

Brasileira recebe prêmio em Paris por sua contribuição para a ciência

|

Brasileira premiada em Paris

 


A astrofísica brasileira Thaisa Bergmann, professora do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi escolhida pela Unesco e pela Fundação L’Oréal para representar a América Latina no prêmio For Women in Science. Na semana passada Bergmann esteve no anfiteatro de Sorbonne, antiga sede da Universidade de Paris, para receber uma bolsa de  US$ 100 mil  pelo conjunto da sua obra.


Thaisa Bergmann ficou conhecida por sua pesquisa na área dos buracos negros supermassivos - enquanto um buraco negro comum tem cerca de dez vezes a massa do Sol, os supermassivos podem ter bilhões de massas solares. Só é possível observar buracos negros pela matéria que eles engolem: quando uma estrela é sugada, ela libera radiação que pode ser vista da Terra. Nas galáxias ativas, o núcleo do buraco emite muito brilho, e por isso é fácil perceber a presença dele. “Quando comecei a minha tese de doutorado, no final dos anos 80, ainda se acreditava que só as galáxias tinham buracos negros no centro”, ela a pesquisadora que está entre os brasileiros mais citados em artigos científicos do mundo todo.


Quando começou a graduação, nos anos 70, Thaisa era uma das poucas alunas da sua turma. Agora, como professora da mesma faculdade onde estudou, ela diz que a situação melhorou “um pouquinho, mas nada muito significativo”. Ela própria precisou lidar com alguns episódios de discriminação ao longo da carreira e hoje em faz o possível para incentivar as poucas mulheres que se aventuram nas suas aulas. “O que procuro passar para as minhas alunas é que elas não podem desanimar, mesmo que às vezes pareça mais difícil do que é para os meninos”.


Além de Bergmann, representante da América Latina, também receberam o prêmio a química canadense Molly Shoichet, a química chinesa Yi Xie (Ásia e Pacífico), a física marroquina Rajaâ Cherkaoui El Moursli (África e Estados Árabes) e a química britânica Carol Robinson (Europa).