18 °C
Home

Os mitos do passaporte Europeu

|

materia_os mitos do passaporte europeu 2

Érico Maia
erico@elondres.com


 


Uma grande parcela das pessoas que possuem passaporte Europeu acredita que a vida em Londres vai ser muito mais fácil por conta disso. Por um lado, é verdade que o passaporte facilita, e muito, coisas do tipo: entrada no país, abertura em conta de banco, acesso à saúde, e até para recorrer a benefícios do Governo. Acontece que, em termos de trabalho, só o passaporte vermelho não basta. É preciso muito mais do que isso.


 


É comum encontrar pessoas que acham que por que têm, além da cidadania europeia, uma graduação e um inglês avançado, vão encontrar trabalho na área de imediato. Acontece que para chegar até lá é necessário, na maioria dos casos, percorrer um caminho que muitas vezes pode ser longo e demorado.


 


Londres recebe pessoas de todos os países do mundo, incluíndo aqueles que fazem parte do Commonwealth ou de outros lugares de língua inglesa. Além dos britânicos, você deve ter em mente que irá concorrer com pessoas nativas da língua, que também possuem bastante experiência profissional. Dependendo da área, é preciso enviar muito currículo e passar por diversas entrevistas, tendo que aceitar, muitas vezes, um salário abaixo do esperado.


 


Não vai ser difícil encontrar pessoas aqui com pós-graduação em sub-empregos. Por isso, é importante saber antes de chegar aqui que o começo pode não ser tão fácil assim e que o passaporte europeu não faz milagre e nem vai resolver todos os problemas. O segredo é não parar de acreditar que uma hora sua vez irá chegar. Sem dúvidas, a vivência no exterior e qualquer experiência profissional vale muito no Brasil. Muitas pessoas viram sua carreira deslanchar depois de passer uma temporada em terras britânicas. O sacrifício com certeza vale muito a pena!