7 °C
Home

Veículo com criança e cigarro renderá multa

|

Mat01_Page06

Cigarro, carro e criança é uma combinação que foi vetada pelo governo britânico. Os motoristas e os passageiros de veículos que tenham crianças a bordo vão ser proibidos de fumar no interior do automóvel. A lei, que já foi aprovada vai entrar em vigor em outubro, vai apertar as regras para quem transporta crianças e fuma ao mesmo tempo. De acordo com esta nova legislação, citada pela BBC, quem for apanhado a fumar dentro de um carro que tenha crianças como passageiros fica sujeito ao pagamento de uma multa no valor de 50 libras.


 


A lei foi aprovada com 342 votos a favor e apenas 74 contra. A Fundação Britânica de Pneumologia festejou a votação considerando uma grande vitória. Por outro lado, o grupo de fumantes "Forest" afirmou que esta é uma medida “impossível de ser aplicada”. “A grande maioria dos fumantes sabe que é inaceitável fumar num carro com crianças. Eles não fazem isso. Não precisam que o Estado fiscalize as suas vidas”, afirmou o diretor do grupo, Simon Clark. E acrescenta mesmo que “a polícia não vai ser capaz de fazer cumprir a lei. O governo vai precisar de um pequeno "exército de bisbilhoteiros" para apanhar os infratores”.


 


A Fundação Britânica de Pneumologia responde com números e argumenta que semanalmente mais de 430 mil crianças estão expostas ao fumo do cigarro dentro de carros, como fumantes passivos. Os especialistas em saúde pública afirmam que as crianças que são fumantes passivos têm um risco mais elevado de terem várias doenças respiratórias como asma, ou meningite e ainda morte súbita. Do lado do governo, a ministra da Saúde britânica, Jane Ellison, considerou a nova lei um “passo importante para proteger as crianças dos danos causados pelo fumo do cigarro”.


 


“Há milhões de crianças expostas ao cigarro como fumantes passivos, colocando a sua saúde em risco. Sabemos que muitas delas sentem vergonha ou têm medo de pedir para os adultos pararem de fumar. Por isso esta medida é importante”, disse. Depois deste passo, a diretora executiva da Fundação Britânica de Pneumologia, Penny Woods, quer ir mais longe e criar novas regras para as embalagens de tabaco.


 


“Pedimos ao governo assumir um novo compromisso e impor a criação de embalagens "standard" para todos os produtos do tabaco, para proteger as 200 mil crianças que anualmente começam a fumar no nosso país”. A ideia desta intenção é proteger os consumidores do marketing agressivo da indústria tabaqueira que pretende desenvolver um sentimento de fidelidade com determinadas marcas de cigarro.