3 °C
Home

Brasileiras apoiam campanha a favor de visto de trabalho para estudantes internacionais

|

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Estudantes brasileiras da University of Westminster pediram o apoio do Vice-Chancellor à campanha nacional "We Are International". O movimento estudantil é a favor do retorno do visto Post-Study Work, abolido em 2012, e contra a inclusão dos estudantes internacionais nos cortes de imigração propostos pelo Parlamento.


 


As estudantes fizeram parceria com o Career Development Centre da universidade para sediar um workshop com orientações sobre vistos e dicas para melhorar o currículo. Esta iniciativa destaca as rígidas restrições que forçam muitos alunos estrangeiros a voltarem para os seus países depois de se formarem, tendo gasto, em média, £35.000 libras em anuidades durante os 3 anos de faculdade. O visto que existia antes de 2012 permitia que os estudantes internacionais trabalhassem no UK por até 2 anos depois da graduação.


 


A estudante Andréa Leonel de Meneses, que vai se formar em julho, afirmou que "o novo visto impõe condições impossíveis sobre nós e é injusto, já que nós pagamos mais de £35.000 libras em anuidades, além de outras despesas. Eu gostaria de ter a oportunidade de obter mais experiência no Reino Unido, e eu acredito que todos os estudantes internacionais merecem isso também".


 


"É impressionante que o governo queira perder este talento. Estudantes internacionais trazem visão e energia para nossas indústrias e devem ser encorajados a aplicarem o que eles aprenderam aqui, ao invés de serem sumariamente expulsos depois de um grande investimento de tempo e dinheiro no Reino Unido", afirmou a líder do curso de Bacharelado em Publicidade & Relações Públicas da Westminster, Trish Evans.


 


O presidente da campanha "We Are International", Jose Diaz de Aguilar Puiggari, da University of Sheffield garantiu que "depois de investir tanto dinheiro em sua educação no Reino Unido, o estudante internacional encontra muitas limitações ao procurarem emprego no UK. Atualmente, o acesso a empregos é tão restrito que chega quase a ser inexistente." "Estudantes internacionais merecem um tratamento melhor se o Reino Unido quiser ser um país receptivo", finalizou.


 


Mais informações sobre o workshop:
Data: 18 de fevereiro de 2015, 2 – 4pm (exclusivo para estudantes da Westminster)
Palestras: Como melhorar o currículo - Career Development Centre


Visto Tier 2 - Bloomsbury Law


Visto Tier 5 – Zenia Chopra (visa advisor)


Visto Tier 1 Graduate Enterprise – Student Advice/Career Development Centre