16 °C
Home

Traficantes usam celulares velhos para fugir da polícia no Reino Unido

|

Mat01_Page04

Smartphone é coisa do passado. Pelo menos para traficantes da cidade de Birmingham. De acordo com matéria da “Vice”, os bandidos da cidade britânica têm trocado os novos telefones por celulares antigos para fazerem negociações. O motivo é simples. Os telefones inteligentes possuem diversos recursos para facilitar o trabalho da polícia, enquanto os dispositivos antigos são mais simples e só fazem o básico: fazer e receber chamadas e mensagens de texto.


 


Segundo a reportagem, um dos aparelhos mais usados pelos criminosos é o Nokia 8210 (aquele com o jogo Snake, também conhecido como "cobrinha"), lançado em 1999. Ele não tem GPS, conexão Bluetooth, nem Wi-Fi -- o que torna mais difícil a localização deles. No entanto, ele suporta transferência de arquivos via infravermelho, que permite a troca rápida de informação entre eles.


 


Outras qualidades apontadas pelos traficantes do celular da Nokia são a durabilidade do dispositivo (os aparelhos antigos da marca ficaram conhecidos por serem duros na queda) e a duração de bateria.


 


Um dos traficantes entrevistados, identificado na reportagem como K2, disse que esses aparelhos antigos são quase unanimidade. "Todo mundo do crime que eu conheço tem um desses e o Nokia 8210 é um dos mais procurados, pois é pequeno e sua bateria dura muito. Além disso, foi o melhor telefone de sua época. Quando vivia na Jamaica, não podia comprar um. Hoje, tenho quatro."


 


Outro traficante, identificado como Tony, disse que os aparelhos passaram a ser usados até na troca por droga. Ele descreve uma ocasião que um dos compradores de entorpecente chegou até ele e ofereceu o Nokia 8210. Em troca, ele diz ter dado uma quantia a mais de crack, pois estava acumulando vários dispositivos para distribuir entre seus assistentes.


 


"Esses aparelhos são cruéis. Além disso, todo mundo gosta do jogo da cobrinha. Os traficantes são como todo mundo: querem ter o melhor, mesmo que isso represente comprar celulares antigos", declarou. (com agências internacionais)