7 °C
Home

Eleição para presidente movimenta comunidade brasileira no exterior

|

IMG_7155

O domingo (5) foi bastante movimentando na capital inglesa. Tanto na Embaixada quanto no Consulado desde cedo muita gente já estava comparecendo às seções eleitorais para votar para presidente do Brasil. Em Londres, 6190 brasileiros votaram. A coordenação eleitoral contabilizou 5777 válidos. E o candidato Aécio Neves obteve 44.5% dos votos, em Segundo veio  Marina Silva 30.5%, depois em terceiro, Dilma com 16.0%, seguida de Luciana Genro com 5.0%. Estavam aptos a votar 16.926 eleitores residentes no Reino Unido, distribuídos em 42 seções (17 no Consulado e 25 na Embaixada do Brasil em Londres), um aumento de quase de 145% de eleitores registrados, em relação à última eleição realizada. (Fotos: Juliana Lauletta)


 


Entre os mesários estava Luiz Antonio Silva, servidor do Itamaraty, que fez questão de decorar a seção com uma grande bandeira do Brasil. “É um estímulo ao patriotismo”, garantiu o brasileiro. Outro compatriota que estava feliz em exercer a cidadania foi o tradutor Fabiano Ottoboni de Souza, de São José do Rio Preto, SP, que já vive em Londres há 26 anos, e compareceu ao local de votação vestindo uma camisa da Seleção Brasileira. “Quero um país melhor, quero honestidade, menos corrupção. Agora é mais do que necessário votar para ajudar a melhorar”, concluiu.


 


Isabel Gonçalves Cattuzzo votou na companhia da filha Beatriz, 9 anos, que como gente grande já sabia da importância de contribuir com o voto, disse ao Brazilian News depois de ouvir a mãe falando que é preciso acreditar que vai melhorar o país, completando, “temos que aprender a exigir as promessas de quem ganhou, isto é democracia!”.



Os brasileiros eleitores deste primeiro turno que vivem no exterior estão espalhados por 135 cidades de 89 países, e só  votam apenas para presidente e vice-presidente. Contados os votos das urnas dos brasileiros que votam em Israel, um total de 207 eleitores, Aécio teve 145 votos. Marina Silva recebeu 36 votos, e Dilma Rousseff. Em Genebra, o tucano fez 683, Marina 568 e Dilma 408.  Por lá, número de eleitores pulou de 2 para 6 mil. O Consulado foi obrigada a alugar um salão para esta eleição.


 


Os eleitores brasileiros que vivem na França contabilizaram apenas 3070 votos. O candidato do PSDB, Aécio Neves, ficou em primeiro, com 1170 votos. Dilma Rousseff apareceu com 961 votos, contra 739 de Marina Silva. O número de abstenção foi de 62%, o maior da história. Em Nova Iorque, o presidenciável Aécio Neves foi o mais votado, segundo maior colégio eleitoral do Brasil no exterior, atrás apenas de Miami. Dos 21.240 cadastrados, 8.543 – ou 40,22% – apareceram para votar. O candidato do PSDB obteve 56,39% dos votos, seguido por Marina Silva (PSB), com 22,06%, Dilma Rousseff (PT), com 11,88%, e Luciana Genro (PSOL), com 1,81%.


 


No Brasil já se sabe que o segundo turno da eleição será entre Dilma e Aécio, e será realizado no dia 26 de outubro, respeitando os mesmos locais de votação.


 


Por Cristiane Lebelem