22 °C
Home

TUC renova protocolo com a CGTP-IN para apoiar os trabalhadores migrantes de língua portuguesa

|

Mat01_Page04

Na quinta-feira 28 de agosto, a TUC assinou um protocolo de cooperação renovada com a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP-IN), para ajudar trabalhadores migrantes no Reino Unido os que falam Português na sindicalização e a reivindicar seus direitos no trabalho. O secretário-geral da CGTP-IN Arménio Carlos viajou para Londres para assinar o protocolo com o secretário-geral da TUC, Frances O'Grady, no Congresso House.


 


A assinatura também foi testemunhada por Fernando Maurício, chefe do departamento da CGTP-IN Internacional; Carlos Trindade, membro da Comissão Executiva da CGTP-IN; Mohammad Taj, membro do Conselho Geral da TUC para a migração; Owen Tudor, chefe do departamento Internacional da TUA; Megan Dobney, Secretário Regional e Rosa Crawford, diretora de Política para a migração da TUC.


 


O protocolo reafirma o compromisso dos sindicatos na Grã-Bretanha e Portugal para trabalhar em conjunto, em parceria com a comunidade de língua portuguesa na Grã-Bretanha, para organizar os trabalhadores migrantes, prevenir sua exploração e a redução de salários dos trabalhadores existentes. O novo protocolo abrange os migrantes de Portugal e falantes de português de países não europeus, tais como Brasil e Andola, que estão trabalhando no Reino Unido.


 


Mais de 50.000 jovens emigraram de Portugal em 2012, principalmente por causa do alto nível de desemprego e falta de oportunidades de trabalho lá, diz a TUC. Muitos vieram para a Grã-Bretanha, e Londres, em particular, como a capital já tem uma grande comunidade Português. De acordo com dados dos últimos censos, o número de bebês de portugueses residentes no Reino Unido mais do que dobrou na última década, de 88 para 161.