9 °C
Mundo

Desemprego se mantém estável em julho na zona do euro e na UE

|

Mat01_Page13

A taxa de desemprego se manteve estável na zona do Euro e na União Europeia, de acordo com dados apresentados pelo escritório de estatísticas Eurostat na semana passada. Na zona do euro, a taxa de desemprego se manteve em 11,5% em julho, e em 10,2% no conjunto da União Europeia (UE). Ambos os dados são em comparação com o mês anterior. São as taxas mais baixas desde setembro de 2012 para a zona do euro e desde março de 2012 para o conjunto da UE.


 


O desemprego entre os jovens (adultos com menos de 25 anos) se manteve em 23,2% na zona do euro em julho (3,3 milhões de pessoas), e na UE caiu para 21,7% (5,1 milhões) em relação ao mês anterior. Neste segmento é a taxa mais baixa desde setembro de 2011 para a UE e desde junho de 2012 para a zona do euro. Em julho deste ano havia 24,9 milhões de europeu da UE desempregados, 18,4 milhões deles zona do euro.


 


Em comparação com julho de 2013 o desemprego diminuiu em 1,6 milhão de pessoas na UE e em 725 mil na zona do euro. A Espanha encabeça a lista dos países comunitários com maior percentual de desemprego, com 24,5%, só sendo superada pela Grécia, que registrou 27,2% em maio, o último dado disponível, segundo o Eurostat. Em relação ao mesmo mês do ano anterior, o desemprego se reduziu em 22 países, aumentou em três e permaneceu estável em três. Por gênero, em julho 11,4% dos desempregados eram homens e 11,7% mulheres na zona do euro e no conjunto da UE 10,1% e 10,3%, respectivamente.