12 °C
Home

Brasil e Cuba se encontram em coleção de roupas masculina em Londres

|

PHOTO-01

Quando a coleção primavera-verão 2015 da estilista Alexia Hentsch chegar aos armários masculinos, o tempo em Londres já vai estar bom outra vez. Mas as cores das peças são um convite a imaginação e já aquecem só de olhar. Na última semana de moda masculina realizada na capital inglesa, a grife Hentsch Man trocou as confortáveis passarelas por um cenário mais autêntico: um galpão onde mesmo sem sair do lugar os modelos viraram notícia na mídia inglesa por estarem fumando em local fechado, uma transgressão a lei que limita o consumo de charutos e cigarros a lugares abertos. Mas a apresentação foi enquadrada na categoria ‘artística’ e com o fumo sendo parte da performance – que incluiu ainda bebidas – tudo acabou bem.  (Foto: Walterlan Papetti)



O tema escolhido para este ano foi ‘La cantina’ e um convite rosa desbotado, a Hentsch Man, grife criada por Alexia há seis anos, apostou em uma pitada latina para mostrar os seus ternos únicos. ‘A inspiração para esta coleção na verdade aconteceu durante a minha última viagem ao Brasil. Palmeiras, cores, tudo vem de lá’, confessa Alexia que é filha de um Suíço com uma brasileira e, apesar de morar no exterior desde os primeiros meses de vida, nunca perdeu o contato com o país onde nasceu.



Palmeiras a parte, as peças e o estilo dos modelos, com charutos e cerveja na mão, lembravam mesmo Cuba, mas a mistura deu certo. ‘Em casa, a minha mãe sempre fez questão que aprendéssemos português, mesmo eu tendo saído do país com um ano de idade. Hoje tenho muito mais facilidade de me comunicar por ter crescido apredendo simultanemanete línguas tão diferentes’, relembra a paulista que vai ao Brasil pelo menos uma vez por ano.



‘No fim do ano passado, enquando as pessoas estavam aqui no frio de fim de ano – e o inverno inglês não é fácil – eu estava na Bahia por duas semanas. Quando voltei em janeiro, tudo estava cinza por aqui mas a minha cabeça estava cheia de cores, cheia de energia e a mil por hora’.



Alexia, que antes trabalhava como designer gráfica, caiu na moda quase que por acaso – e uma boa dose de curiosidade, claro. ‘Eu comecei ajudando um ex-namorado que se vestia muito mal a dar um jeito no visual. Começou com uma camiseta branca mesmo. Daí tomei gosto pela coisa e fui fazendo. Hoje não consigo me imaginar fazendo outra coisa’. Para conhecer mais sobre a Hentsch Man, visite: www.hentschman.com




PHOTO-03



Alexia: ex-namorado mal vestido inspirou nova carreira (Foto: Walterlan Papetti)


 


Por: Marcio Delgado
@marcio_delgado