9 °C
Notícias

Com presença de Dilma e apagão, Igreja Universal inaugura megatemplo em São Paulo

|

45zmhqkv4m_ptx53efd9_file

A presidente Dilma Rousseff e mais autoridades e famosos participaram na noite de quinta-feira da inauguração do Templo de Salomão, megatemplo da igreja universal para 10 mil pessoas e com custo de aproximadamente 650 milhões de reais. O líder da IURD (Igreja Universal do Reino de Deus), o bispo Edir Macedo, também esteve presente. Em frente à presidente Dilma Rousseff (PT) e ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), o bispo deu um recado aos governantes ao afirmar que "só orando" é possível ter acesso à segurança e à saúde. (Fotos: Divulgação/ Igreja Universal)


 


Apesar de Macedo anunciar que Dilma faria um pronunciamento, e da instalação de um púlpito em frente ao templo a pedido do Planalto, a presidente não quis falar com a imprensa. Enquanto estava fora do palco, Macedo acompanhou o início da cerimônia sentado na primeira fila, ao lado da presidente. Além da presidente e do governador, também estavam presentes o vice Michel Temer (PMDB), o prefeito Fernando Haddad (PT), o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, e o ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD), entre outras autoridades.


 


Também era possível notar a presença de artistas da Rede Record, como os apresentadores Brito Júnior e Ticiane Pinheiro. Apesar do investimento milionário, a Igreja Universal do Reino de Deus sofreu com o contratempo da falta de energia elétrica na inauguração da sua sede no bairro do Brás (região central de São Paulo).  A edificação foi inspirada em características da construção do Templo de Salomão, conhecido também como o primeiro templo citado pela Bíblia. Esse localizava-se em Jerusalém, Israel, e foi destruído por Nabucodonosor II da Babilônia em 586 a.C.


 


Confira algumas fotos da inauguração do megatemplo: