7 °C
Notícias

Construtora admite falha em viaduto que caiu em Belo Horizonte e matou duas pessoas

|

desaba_bh_viad2

Após a realização de uma perícia técnica terceirizada, a Construtora Cowan reconheceu na segunda-feira que houve falha no projeto executivo do Viaduto Guararapes, que desabou em uma movimentada avenida do bairro da Pampulha, em Belo Horiznonte, matando duas pessoas. O laudo mostra que o projeto, que teve aval da prefeitura, não previu o uso de aço suficiente para aguentar o peso demandado. A queda do viaduto ocorreu no dia 3 deste mês, na Avenida Pedro I, uma das vias de acesso ao Aeroporto de Confins e ao Estádio Mineirão. No acidente, morreram duas pessoas e 23 ficaram feridas. Foram atingidos micro-ônibus, um carro e dois caminhões. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)


 


Em entrevista, a construtora responsável pelas obras do viaduto recomendou que o local continue isolado, já que a segunda alça foi concebida e executada com as mesmas falhas da alça que desmoronou no início do mês. Na entrevista, Catão Francisco Ribeiro, responsável pela perícia técnica da obra, recomendou a implosão da outra alça do viaduto. “O projeto executivo estrutural da fundação e do bloco do Pilar P3 foi equivocado e não atende aos esforços solicitantes previstos para a situação construtiva da obra“, divulgou em nota a construtora. O viaduto estava em fase de acabamento e seria entregue no final deste mês.