7 °C
Notícias

CBF apresenta Dunga como novo comandante da seleção brasileira

|

20140722131308_0

O vexame da Seleção brasileira na Copa do Mundo vai ser difícil de ser esquecido. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) começou na terça-feira um novo ciclo na entidade. Novo em termos. O substituto de Luiz Felipe Scolari no comando da comissão técnica, duas semanas depois do fim da Copa do Mundo, é Dunga (foto). O nome já era dado como certo pela imprensa nacional, apesar de não ter sido apontado abertamente por membros da CBF. (crédito:  Rafael Ribeiro/CBF)


 


Na coletiva de anúncio, Dunga disse que vai buscar resultados, mas afirmou que não vai vender um sonho: "Não temos que achar que somos os melhores. Já fomos os melhores. Temos que resgatar novamente essa capacidade e temos talento para isso. Temos que ter a humildade de reconhecer que outras seleções trabalharam muito, por muitos anos para chegar onde chegaram e temos que trabalhar arduamente para reconquistar o direito de estar entre os melhores do mundo".


 


Com a nomeação, Dunga inicia o segundo período à frente da Seleção Brasileira. Capitão da seleção do Tetra, em 1994,  ele comandou a equipe entre 2006 e 2010, período em que foi campeão da Copa América e da Copa das Confederações, mas foi desclassificado nas quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, e conquistou a medalha de bronze nas Olímpiadas de Pequim, em 2008.


 


Como técnico da seleção, Dunga ganhou mais que perdeu, com 42 vitórias em 60 partidas disputadas. O Brasil comandado pelo técnico gaúcho empatou 12 vezes e perdeu seis, para as seleções de Portugal (amistoso), México (Copa América), Venezuela (amistoso), Paraguai (Eliminatórias), Holanda (quartas de final da Copa do Mundo) e Argentina (amistoso).


 


O primeiro amistoso de Dunga à frente da Seleção será dia 5 de setembro contra a Colômbia, no Estádio Sun Life, em Miami, e dia 9, contra o Equador, no Estádio MetLife, em Nova Jersey. O Superclássico das Américas - confronto contra a Argentina - será disputado no dia 11 de outubro, no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim, na China.