8 °C
Notícias

Ídolo do Internacional e do Goiás, Fernandão morre em acidente de helicóptero

|

Fernandao_craques_280512_1

 


Ídolo no Internacional, com passagem meteórica pela Seleção Brasileira, o ex-jogador Fernando Lúcio da Costa, o Fernandão, morreu no início da madrugada de sábado, em um acidente de helicóptero no interior de Goiás, aos 36 anos. Outras quatro pessoas que estavam na aeronave também morreram. Revelado pelo Goiás, Fernandão foi negociado ainda jovem ao Olimpique de Marselha. Voltou ao Brasil em 2004 e caiu nas graças do torcedor colorado, alçando o clube a outro patamar no cenário nacional e internacional. (Foto: Site do Internacional)


 


Fernandão chegou ao Inter sob desconfiança, pela baixa média de gols marcados no exterior, mas precisou apenas de alguns instantes em campo para ganhar a simpatia da torcida. Logo em sua estréia, no segundo tempo do Gre-Nal 360, disputado no dia 10 de julho daquele ano, marcou o milésimo gol na história do clássico que divide o Rio Grande do Sul. A velocidade de raciocínio, os toques rápidos e as cabeçadas mortais despertaram a atenção do então técnico da Seleção, Carlos Alberto Parreira. Mas uma lesão durante partida da Copa Sul-Americana adiou a convocação.


 


Capitão do Inter nas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes da FIFA em 2006, o atacante chegou a vestir a camisa da Seleção em um amistoso entre Brasil e Guatemala, disputado em 27 de abril de 2005. Mesmo tendo atuado apenas no segundo tempo, foi autor do passe para um dos três gols brasileiros e de uma bola na trave. Pelo Inter, jogou 190 partidas e marcou 77 gols.  O craque também atuou no São Paulo e no Al-Gharafa, do Catar. Depois de se aposentar, em 2011, em função de sucessivas lesões, exerceu as funções de diretor de futebol e técnico do Inter.


 


Presidenta e ministro lamentam


Por meio de sua conta no Twitter, a presidenta Dilma Rousseff, que é torcedora do Internacional, manifestou pesar pela morte. "Fernandão deixará saudades. Lamento muito a morte de Fernandão, ídolo do Internacional e de todos os amantes do futebol. Campeão mundial de clubes dentro de campo, Fernandão era fora de campo exemplo de caráter", disse.


 


O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, divulgou uma nota de pesar. "Centroavante com faro de artilheiro e espírito de liderança, Fernandão é um dos maiores ídolos da história do Internacional de Porto Alegre. Pessoalmente e em nome do Ministério do Esporte, manifesto profundo pesar e expresso solidariedade aos familiares e amigos de Fernandão", escreveu. O presidente da FIFA, Joseph Blatter, se manifestou via Twitter. "Profundo pesar por Fernandão, capitão do @SCInternacional campeão da Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2006. Um líder dentro e fora do campo", escreveu.


 


O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, decretou luto de três dias na capital gaúcha. A cidade receberá, no novo Beira-Rio, cinco jogos da Copa do Mundo da FIFA 2014. O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, definiu o episódio como um “momento de dor para o Rio Grande do Sul e para o Brasil. Uma morte trágica”, disse. Atualmente, o ex-jogador era comentarista em um canal de esportes e participaria da cobertura da Copa do Mundo. Fernandão deixa mulher e um casal de filhos. (As informações são do Portal da Copa)