15 °C
Turismo

Nuremberg: muita história no norte da Baviera

|

Subtitle_Panorama do castelo imperial_Page12e13

Nuremberg mistura história e beleza. Pode não ser o tipo de beleza de gosto comum. Mas para quem gosta de história, o local é um desbunde. A maior cidade da região histórica Francônia possui aproximadamente meio milhão de habitantes. A cidade em conjunto com as cidades vizinhas Fürth, Erlangen e Schwabach formam o centro econômico e cultural do norte da Baviera, denominado de Região Metropolitana de Nuremberg desde 2005.


 


Apesar da enorme destruição da cidade durante a Segunda Guerra Mundial, a maioria das construções medievais foram reconstruídas a partir de planos originais existentes desde a Idade Média. Até hoje o centro histórico é rodeado pela antiga muralha com uma extensão de 4 km. Albrecht Dürer passou a maior parte da sua vida em Nuremberg, sendo sua antiga residência um museu com exposições sobre sua vida.


 


A cidade porém, também é conhecida por ter sido a localização de inúmeros comícios do Partido Nazi (as Reuniões de Nuremberg), assim como pelos Julgamentos de Nuremberg, após a Segunda Guerra Mundial, nos quais foram sentenciados os criminosos de guerra da Alemanha Nazi. O centro histórico é dividido em dois bairros: ao norte Sebalder Altstadt e ao sul Lorenzer Altstadt, ambos rodeados pela antiga muralha de defesa. O bairro Sebalder Altstadt localizando-se na parte de baixo do castelo imperial, é considerado área nobre. Já o bairro Lorenzer Altstadt sempre foi considerado mais modesto. Atualmente a zona é ocupada predominantemente por lojas e escritórios com poucas moradias.


 


O centro antigo é predominado pelo símbolo oficial da cidade, o Castelo Imperial (Kaiserburg), rodeado pela muralha medieval com aproximadamente 80 torres de defesa. Inicialmente a antiga muralha de defesa tinha uma extensão de 5 km e possuía cinco portões (Laufertor, Spittlertor, Frauentor, Neutor, Tiergärtnertor). Entre os séculos XIII e XVI a muralha foi constantemente ampliada, fato que impediu a tomada da cidade por inimigos durante os seguintes séculos. Atualmente 4 km da muralha ainda estão preservados. O antigo fosso diante do muro nunca foi cheio com água, sendo 2 km transformados em uma área verde hoje em dia.


 


No centro histórico encontram-se várias construções notáveis como por exemplo o "Belo Chafariz" (Schöner Brunnen), construído entre 1385 e 1396 por Heinrich Beheim. Com seus 19 metros de altura, relembra no seu formato uma torre de igreja em estilo gótico.


 


Uma obra arquitetônica mais recente é o Chafariz "Carrocel do Matrimônio" (Ehekarussell), construído pelo professor Jürgen Weber em 1984 com figuras feitas de bronze e a base de mármore. O chafariz é dividido em seis partes, cada qual mostrando as várias fases da vida matrimonial; do primeiro amor, à primeira briga até a morte. Na época da sua construção o chafariz originou controvérsias entre a população, não só por exceder o orçamento, mas também pela vulgaridade de algumas figuras. Hoje é considerado o maior chafariz de figuras na Europa do século XX.


 


A cidade oferece com mais de 35 museus uma enorme variedade de exposições e uma das maiores densidades de museus da Alemanha. O mais notório museu de Nuremberg é o Museu Nacional Germânico (Germanisches Nationalmuseum), fundado em 1852 pelo BarãoHans von und zu Aufsess, sendo o maior e mais importante museu de arte e cultura da Alemanha. O museu possui uma vasta coleção da cultura e da arte germânica da pré-história até os tempos modernos, com aproximadamente 1,2 milhão de objetos no seu acervo. Podem ser apreciadas pinturas de Albrecht Dürer, instrumentos científicos da Idade Média, instrumentos musicais históricos, além do escritório original dos irmãos Grimm. Do museu também fazem parte um arquivo com escrituras e documentos originais da história alemã e europeia.


 


Há ainda o Museu dos Brinquedos (Spielzeugmuseum), relembrando a forte tradição da cidade na manufatura dos brinquedos e o Museu dos Transportes (Verkehrsmuseum Nürnberg), um museu com trens históricos nas suas exposições, já que a primeira linha ferroviária da Alemanha partiu de Nuremberga até Fürth em 1835. De relevância são o Museu Novo (Neues Museum), um museu nacional de arte e desenho, o Museu Municipal (Fembohaus) e o Museu da Cultura Industrial (Museum Industriekultur).


 


Rotas turísticas



  • Trilha Albrecht Dürer (Dürer-Weg), rota de passeio através da cidade visitando locais históricos da vida do famoso gravador e pintor Albrecht Dürer. Mediante uma taxa é possível alugar um minicomputador portátil audiovisual, que acompanha o visitante no seu caminho pelo centro histórico.

  • Milha histórica (Historische Meile), é um trajeto com 35 pontos de interesse pelo centro histórico. Trata-se de um caminho sinalizado, passando pelas atrações turísticas e culturais mais importantes.

  • A sociedade "História para todos" (Verein Geschichte für alle) oferece mais de 20 roteiros históricos pela cidade todos acompanhados por um guia. Também a Central de Turismo oferece guias turísticos diariamente.

  • Rota turística do brinquedo (Deutsche Spielzeugstraße), interligando cidades e vilarejos relacionados com a fabricação de brinquedos. A rota parte de Nuremberga na Francônia e segue em direção norte até a Turíngia.


 


Culinária


A cozinha típica de Nuremberga baseia-se na cultura da região histórica Francônia, sendo seus exemplos mais conhecidos, e não só a nível nacional, o doce natalino Lebkuchen nurembergense (Nürnberger Lebkuchen) e as salsichas grelhadas a modo nurembergense (Nürnberger Rostbratwurst). Tanto Nürnberger Lebkuchen como Nürnberger Rostbratwurst são denominações de origem protegida na Comunidade europeia.


 


Outros pratos típicos são o chamado Schäuferla, tratando-se de um ombro de porco assado à pururuca, além da Aischgründer Karpfenou seja, carpa do vale Aischgrund. Nuremberg faz parte da região denominada Bierfranken ou seja, Francônia cervejeira, que com mais de 300 cervejarias tem a maior densidade de cervejarias por número de habitantes do mundo. Em inúmeros Biergarten (Jardins de cerveja) espalhados pela cidade, são apreciados as típicas cervejas francônias acompanhadas por uma Pretzel.