7 °C
Notícias

Morre Jair Rodrigues, o Rei da música negra

|

Jair_Rodrigues_no_BRAVO

Morreu nesta quinta-feira em Cotia, na região metropolitana de São Paulo, o cantor Jair Rodrigues (foto). Segundo a JRC Produções, o músico de 75 anos músico estava em casa, e a família aguarda o resultado da perícia para saber qual foi a causa da morte. Jair Rodrigues de Oliveira nasceu em Igarapava (SP), no dia 6 de fevereiro de 1939. Jair é pai dos também cantores Jair de Oliveira e Luciana Mello. (Crédito: CPFL Cultura)


 


 


No início da década de 60 foi tentar o sucesso na capital do Estado, e obteve-o participando de programas decalouros na televisão. Em 1965, Elis Regina e Jair Rodrigues fizeram muito sucesso com sua parceria no programa O Fino da Bossa, programa da TV Record. Em 1966, Jair participou do festival daquele ano com a música Disparada, de Geraldo Vandré e Théo de Barros, desta vez em conjunto com o Quarteto Novo.


 


Conhecido por cantar sambas, Jair surpreendeu o público com uma linda interpretação da canção. Disparada e A Banda, de Chico Buarque e interpretada por Nara Leão, eram favoritas. O festival acabou empatado. A partir daquele momento, sua carreira decolou e seu talento assegurou décadas de sucesso ao cantor. Jair lançou um álbum por ano e interpretou sucessos como O Menino da PorteiraBoi da Cara Preta e Majestade o Sabiá. Realizou turnês pela Europa, Estados Unidos e Japão. Em 1971, gravou o samba-enredo Festa para um Rei Negro, da Acadêmicos do Salgueiro, do Rio de Janeiro.


 


Nas décadas seguintes, sua produção diminuiu de volume; entretanto, Jair Rodrigues continua conhecido por sua grande energia e sua alegria contagiante. É considerado pela crítica musical brasileira e internacional o Rei da Música Negra.