8 °C
Home

6º Brazilian Film Festival em Londres: Um Festival da Cultura Brasileira

|

Mat01_Foto01

A Copa do Mundo nem começou e o Brasil e sua vibrante cultura já são o centro das atenções no mundo todo. E mais uma vez, o Brazilian Film Festival retorna a Londres para sua sexta edição, oferecendo uma incrível apresentação desta cultura, dentro e fora das telas. O evento annual e já tradicionalíssimo no Reino Unido é uma plataforma de exibição do cinema brasileiro contemporâneo no exterior e promete agradar a todos os gostos.


 


Este ano o festival conta com 11 longas e 9 curta-metragens, além de uma seleção especial de filmes e eventos que celebram o centenário do mestre da Bossa Nova Vinicius de Moraes. Além disso, como arte e gastronomia frquentemente andam juntos, o Brazilian Film Festival oferece mais uma vez o Brazilian Taste, um festival de sabores e pratos deliciosos que celebram o Brasil, preparados por restaurantes parceiros do evento em Londres.


 


A programação inicia com a festa de abertura no dia 8, no melhor jeitinho brasileiro, no McQueen Shoreditch. Aberto ao público, o evento tem entrada franca e acontece das 7pm às 12am, no embalo dos D.Vyzor and Mozhev. O endereço do local é 55-61 Tabernacle Street, EC2 4AA.


 


Da comédia ao drama, incluindo filmes sobre Sebastião Salgado e Cidade de Deus


A sessão de gala que abre o festival  terá a premiere mundial do filme ‘Gata Velha Ainda Mia’ (Foto: Divulgação), que tem como atriz principal Regina Duarte, interpretando uma escritora aposentada que abre sua casa para uma jornalista entrevistá-la, comunicando sua volta à ativa após 12 anos de reclusão. O filme é o primeiro longa do diretor Rafael Primot, famoso por assinar programas de TV e Videoclipes.


 


Para a noite de encerramento, o filme ‘Serra Pelada’ está escalado, um dos mais comentados filmes brasileiros de 2013. Dirigido por Heitor Dhalia, o longa narra a história de dois amigos que migram ruma à Serra Pelada, uma das maiores minas do mundo, onde a fé, amor e ambição irão mudar suas vidas para sempre.


 


Outras promessas deste ano são dois aguardados documentários: ‘Revelando Sebastião Salgado’, dirigido por Betse de Paula, segue os passos do famoso fotógrafo – que recentemente expôs a mostra Gênesis no Museu de História Natural de Londres –  registrando o  incrível processo de criação e a vida na estrada do artista. ‘Cidade de Deus – Dez anos depois’, é um emocionante e divertido documentário sobre aquele que virou o  filme brasileiro mais bem sucedido da história, e o que aconteceu com as crianças e jovens que participaram dele, dez anos após seu lançamento.


 


Outros destaques são o filme ‘Tatuagem’ (dir. Hilton Lacerda), que conta a improvável história de amor entre um militar e um provocativo diretor de uma companhia teatral, durante a ditadura no Brasil. ‘Primeiro dia de um ano qualquer’ (dir. Domingos Oliveira), uma deliciosa comédia no melhor estilo “Woody Allen”; ‘A Coleção Invisível’ (dir. Bernardo Atal), um drama sobre a busca de um jovem por uma coleção rara de desenhos; ‘Mato sem cachorro’ (dir. Pedro Amorim), uma divertidíssima comédia que conta a vida de uma casal às voltas com seu cachorro e Orfeu, um clássico do cinema brasileiro datado de 1999, que adapta para as telas a peça Orfeu da Conceição, de Vinicius the Moraes. Finalizando a programação, ‘Vinicius – O filme’ (dir. Miguel Faria Junior), baseia-se na vida, música e poesia do gênio da Bossa Nova Vinicius de Moraes.


 


Todos os longas são antecedidos por um curta. Na cerimônia de encerramento, é revelado o ganhador do Crystal Lens Award - Best Audience Film, para o filme que for escolhido o melhor da programação deste ano, através de voto popular.


 


Progamação 


Dia 9


18h – Orfeu


20h30 – Graça


Gata Velha Ainda Mia


 


Dia 10


16h – Lembranças de Maura


Rio de Fé


18 – Efeito Casemiro


Cidade de Deus – 10 anos depois


20h30 – A navalha do avô


Tatuagem


 


Dia 11


16h – Vinicius – O filme


18h – A Queima


Revelando Sebastião Salgado


20h30 – Paleolito


Primeiro dia de um ano qualquer


 


Dia 12


18h – Sylvia


A coleção invisível


20h30 – Jessy


Mato sem cachorro


 


Dia 13


20h30 – Serra Pelada