16 °C
Brasil

FMI: América Latina crescerá menos que o previsto em 2014

|

O Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou nesta terça-feira que a América Latina crescerá 2,5% neste ano. Isso significa que serão quatro décimos a menos do que o previsto em janeiro. O organismo colocou que o Brasil avançará somente 1,8% este ano, e 2,7% em 2015. O relatório semestral "Perspectivas Econômicas Globais", também rebaixou a expectativa de crescimento da região para 3% em 2015, três décimos a menos do que o calculado anteriormente.


 


Segundo o FMI, são problemas na cadeia de abastecimento, sobretudo em infraestrutura, e a fraqueza da demanda privada afetarão o crescimento brasileiro. Contudo, a recuperação nas economias avançadas terão um impacto positivo no comércio da América Latina. De acordo com o FMI, a fraqueza nos investimentos e o menor empurrão do setor exportador foram os principais freios da região em 2013.


 


O relatório destacou que a maioria de divisas e mercados de dívida e ações na América Latina e no Caribe foram negociados abaixo dos níveis de um ano atrás, reflexo de um ambiente externo mais adverso e da reconsideração das perspectivas da região a médio prazo.