11 °C
Home

Ministro do Esporte é sabatinado em Londres, e garante Copa sem sustos

|

DSCF0848

Márcio Ceccarelli


 


O Ministro do Esporte Aldo Rebelo esteve em Londres na última semana para falar sobre a realização da Copa do Mundo no Brasil. Na segunda-feira, 17 de março, o Ministro se reuniu com Helen Grant, ministra do Esporte, Turismo e Igualdades do Reino Unido. Rebelo também fez uma palestra no Brazil Institute, da London King's College. Na terça-feira, ele recebeu a imprensa na embaixada brasileira em Trafalgar Square. E foi pressionado.


 


Logo na primeira pergunta, um jornalista do Daily Mail contestou a afirmação do Ministro que os estádios estariam entregues até o fim de janeiro. “Por que a gente deve acreditar no que o senhor está falando agora?”, questionou. A explicação de Rebelo se deu pelo sucesso, segundo ele, da realização da Copa das Confederações.


 


Antes das perguntas, no entanto, o Ministro discursou sobre como estão as obras dos três estádios que faltam ser entregues para a principal competição futebolística do mundo. Segundo ele, a Arena Pantanal, em Cuiabá, terá sua primeira partida no dia dois de abril, com o duelo entre Mixto e Santos, pela Copa do Brasil. Sobre a Arena Corinthians, onde será disputada a primeira partida do mundial, entre Brasil e Croácia, ele garantiu que 98% das obras estão finalizadas. Com relação a Curitiba, ele revelou que os atrasados foram maiores pelo fato do estádio ser privado. Contudo, garantiu ter vistoriado o local recentemente e que as melhorias são perceptíveis.


 


Protestos


Como não poderia ser, Aldo Rebelo também comentou sobre a possibilidade do acontecimento de novos protestos por todo o país, assim como aconteceu na Copa das Confederações. “Os protestos pacíficos constam na lei brasileira. No entanto, aqueles que alimentam a violência, a agressão ou destruição serão coibidos, como determina a lei”. O ministro, porém, se mostrou esperançoso que o período de jogos acontecerá sem grandes manifestações. A presença de equipes importantes e grandes celebridades no país fará com que o clima seja apenas de festa, afirmou.


 


Infraestrutura


Os problemas com os aeroportos também foram abordados durante o evento. Segundo Rebelo, alternativas serão criadas para que os torcedores possam se localizar dentro do país durante o período de competição, entre 12 de junho e 13 de julho. O número de voos regulares será aumentado, com a possibilidade de termos também chater”, garantiu. “Os aeroportos militares também estarão prontos para auxiliar no que for necessário”, finalizou.


 


Turistas


Rebelo estimou que pelo menos 600 mil turistas estrangeiros deverão rumar ao país durante a Copa, além de três milhões de torcedores nacionais. Nada novo para o ministro. O carnaval foi utilizado para comparar o fluxo de gente entre as cidades. Rio de Janeiro, Salvador e Recife garanharam destaque. Segundo Rebelo, as três capitais juntas receberão mais de seis milhões de turistas durante o carnaval e “não houve qualquer tipo de caos”.


 


Segurança


A segurança de jogadores, torcedores e imprensa foi garantida pelo ministro. Os problemas sociais que o país possui não foram escondidos. O Ministro, no entanto, afirmou que o risco de atentados como aconteceram nas Olimpíadas de Munique em 1974 e Atlanta, em 1996, são mínimos. “Temos casos particulares que infezlimente acontecem em nosso país. Mas temos diversos outras qualidades que serão destacadas durante o mundial”, garantiu.