11 °C
Notícias

Cientistas vinculam câncer de ovário com o sobrepeso

|

As mulheres com sobrepeso ou obesidade têm mais possibilidades de desenvolver câncer de ovário que as que mantêm um peso saudável, segundo um estudo do Fundo Mundial de Pesquisa do Câncer (WCRF, na sigla em inglês). Até agora os cientistas tinham relacionado a obesidade ou o excesso de peso a cânceres como o de útero, mama ou cólon, mas os especialistas dessa organização britânica associaram também o de ovário após avaliar 128 estudos realizados sobre esta doença.


 


Segundo acrescentaram, até agora se conheciam fatores de risco como a idade e o histórico familiar da dolência. Os especialistas do chamado Projeto Contínuo de Atualização, área de pesquisa do WCRF, avaliaram os 128 estudos junto com outras 25 análises sobre o câncer de ovário e o índice de massa corporal (IMC), que mede o conteúdo de gordura corporal em relação à estatura e ao peso de uma pessoa.


 


As mulheres que têm um IMC abaixo de 18,5 são consideradas magras, enquanto entre 18,5 e 24,9 são índices normais, mas quando é superior a 25 é sobrepeso. A obesidade está calculada quando o índice de massa corporal é de 30 ou superior, segundo os pesquisadores.


 


"Há provas de uma associação entre a gordura (fixada pelo IMC) e o câncer de ovário. Uma maior gordura é uma causa provável de câncer de ovário nas mulheres", afirmou a chefe do departamento de pesquisa do WCRF, Rachel Thompson. "Agora podemos dizer com certeza que estar com sobrepeso ou obeso aumenta o risco de desenvolver câncer de ovário, assim como é com outros cânceres, como mama, útero ou cólon", acrescentou.


 


Segundo Thompson, conhecer este vínculo pode ajudar que as mulheres possam fazer mudanças em seu estilo de vida. A estimativa é que a cada ano são diagnosticados 7.100 novos casos de câncer de ovário no Reino Unido e 4.300 mulheres ao ano morrem por esta dolência.