9 °C
Notícias

Liubliana – Simples e encantadora

|

Vista de Liubliana com os Alpes de Kamnik ao fundo_Page12e13

Simplicidade que conquista. Assim é Liubliana. No entanto, você provavelmente vai se perguntar porque a capital da Eslovênia é chamada de “adorada” pelos seus moradores. Uma pequena caminhada pelas ruelas que formam o centro histórico e sua dúvida será desfeita.


Liubliana é a capital e maior cidade da Eslovênia com cerca de 280 mil habitantes. O clima de cidade pequena, com muito charme, inclui mesas com velas nos estabelicimentos e artistas de rua. Não tem como não se encantar.


 


O assentamento romano de Emona que deu origem à cidade foi construído no ano 15 d.C. Os primeiros informes que a mencionam o seu nome datam de 1144. A sua história é de origem diversa, mas sobretudo, celta. Segundo conta uma lenda, Liubliana no ano de 1144, era dominada por um terrível dragão que costumava atirar fogo para aterrorizar seus habitantes a partir de uma das torres do castelo. Depois de muito tempo de solidão e destruição, o dragão apaixonou-se por uma doce fêmea e deles teria nascido o primeiro dragão artista do mundo, um menino que não fez as vontades do pai.


 


A arquitetura da cidade contempla uma diversa mescla de estilos. Os seus grandes setores, construídos depois da Segunda Guerra Mundial, foram desenhados pelo arquitecto esloveno Jože Plečnik. A cidade tem também uma grande influência austríaca, visível em alguns bairros de arquitectura alpina. O Castelo de Liubliana é um castelo medieval localizado no topo da colina no centro da cidade.


 


A universidade de Liubliana, fundada em 1919, tem sua sede na cidade, e em 2006 contava com mais de 63 mil alunos. A cidade também conta com diversos institutos culturais internacionais, como o Instituto Cervantes (Espanha), British Council (Reino Unido), e o Instituto Goethe (Alemanha). Como capital do país, a cidade ainda abriga as sedes do governo, ministérios, instituições e organismos associados.


 


A cidade conta com um grande número de galerias artísticas e museus. Em 2005, havia 15 museus e 41 galerias de arte. Entre os museus se destacam o Museu Nacional, o Museu Esloveno de História Natural, o Museu Etnográfico Esloveno, o Museu Nacional de História Contemporânea, o Museu de Esportes, o Museu de Liubliana e o Museu de Arquitectura.


Já entre as galerias, não deixe de conferir o Centro de Cultura Alternativa Metelkova, o Centro Internacional de Artes Gráficas, o Museu de Arte Moderna e a Galeria Nacional.


 


Festividades e eventos


Durante o ano são celebrados diversos eventos na capital. No final de maio acontece o Festival Internacional de Músicas Alternativas e Étnicas "Druga Godba". Entre junho e julho se celebra o Festival Internacional de Jazz, que apresenta algumas das figuras mais importantes do jazz internacional. O Festival Internacional de Teatro de rua "Ana Desetnica" também merece destaque. Nos meses de verão acontece o Festival Internacional de Verão (Ljubljanski poletni festival), cuja origem se remonta a 1953.


 


Em outubro de todo ano par acontece o Bio, com exibições internacionais de desenho industrial, e o Festival Internacional de Arte Contemporânea "Ciudad de las Mujeres" (Mesto žensk), dedicado às criações artísticas femeninas, que cada ano preparam um tema em particular.


 


Andando pela cidade


O Centro de Liubliana é bem compacto e a maioria das atrações pode ser conhecida em curtos passeios a pé. Apesar da possibilidade de usar os ônibus para circular pela cidade, uma boa ideia é pegar uma bicicleta alugada. Há vários pontos de retirada e devolução e os preços são bem baixos. Mais informações no site en.bicikelj.si.


 


Como chegar


Chegar até a capital da Eslovênia é simples. Há voos diretos saindo de Londres. Os preços variam de acordo com a antecedência que os bilhetes são comprados. O tempos de viagem no entanto, é sabido: duas horas.