14 °C
Esporte

Felipão convoca seleção e discute com jornalistas

|

filipe

A escolha de Diego Costa em renunciar à Seleção Brasileira para atuar pela Espanha repercutiu na entrevista coletiva concedida pelo técnico Luiz Felipe Scolari. O técnico divulgou a lista de 22 jogadores para a disputa dos dois últimos amistosos do ano na semana passada. O Brasil enfrenta Honduras, dia 16 de novembro, e Chile, dia 19 de novembro. O gaúcho chegou a se irritar com o questionamento de um repórter sobre o atacante de dupla-nacionalidade e garantiu que a convocação de Robinho não tem ligação com a recusa de Costa.
“Já estava na lista anteriormente. Eu tenho bons amigos fora do Brasil. Há um mês viemos analisando os jogos do Milan. O Robinho praticamente sabia que iria ser convocado. Eu espero dele o que ele já tem: qualidade técnica e alegria”, afirmou o técnico. “A vinda do Robinho, nós já vínhamos estudando. Analisamos alguns jogos e fizemos contatos com pessoas de fora do Brasil. O Willian chegou por causa da ausência de um jogador que contávamos, então demos esta oportunidade”, completou.
Apesar de vir mantendo a base da equipe que conquistou a Copa das Confederações no fim do primeiro semestre, Felipão disse que convocações de última hora não são impossíveis.
“Em 2002, o Kaká foi convocado quase na última. Agora, estamos trazendo um menino de 20 anos, o Marquinhos, que joga com o Thiago Silva no PSG. Se tiver que colocar mais algum jogador novo que apareça nesses últimos 4, 5 meses, vamos convocar. Todos os jogadores que são brasileiros, independentemente do clube, têm as portas abertas na Seleção”, disse.
A ausência de Fred, lesionado, não preocupa o treinador, que deu a entender que o atacante do Fluminense tem lugar garantido na lista para a Copa, caso esteja em boas condições físicas. “Tenho conversado quase semanalmente com o Fred.
Conversamos algumas coisas fora do futebol e sobre a evolução da lesão. Sei que daqui a 15 dias, o Fred vai estar numa condição normal para voltar a disputar o Brasileiro. Ele é muito importante para nós. Temos que ver ele no Fluminense, para eventualmente chamarmos para a Seleção” afirmou.