- °C
Home

Abertas inscrições para o Eat Out to Help Out Scheme

|

Foto Jarren Horrocks/Unsplash

Jarren horrocks nVFp3nTWAbA unsplash



Da Redação

Os restaurantes e outros estabelecimentos que servem alimentos para consumo no local podem agora subscrever para uma nova iniciativa governamental destinada a reduzir os impactos negativos da Covid-19 nesses negócios, possibilitando a retomada do setor de restauração inglês.

O serviço de registo Eat Out to Help Out entrou em funcionamento na manhã da segunda-feira (13/07) no GOV.UK, como anunciado pelo deputado Rishi Sunak, Chanceler do Tesouro.

Restaurantes, bares, cafés e outros estabelecimentos que utilizem o esquema oferecerão uma redução de 50%, até um máximo de £10 por pessoa, a todos os comensais que comam e/ou bebam durante o mês de agosto.

Os clientes não necessitam de um voucher, uma vez que os estabelecimentos participantes apenas retirarão o desconto da sua conta. As empresas simplesmente recuperam o montante descontado através de um serviço online, apoiado pelo HM Revenue and Customs (HMRC). As solicitações podem ser feitas semanalmente e serão pagas em contas bancárias no prazo de cinco dias úteis.

O programa está aberto a estabelecimentos elegíveis em todo o Reino Unido e pode ser utilizado durante todo o dia, de segunda-feira a quarta-feira, entre 3 e 31 de agosto de 2020.

As empresas receberão um autocolante de janela para mostrar que estão a utilizar o esquema e podem descarregar artigos promocionais do GOV.UK.

O chanceler do Tesouro Rishi Sunak afirmou: “A página de registro rápido e fácil do HMRC permitirá que mais restaurantes e bares abram caminho para receber de volta seus clientes com desconto de segunda a quarta-feira ao longo de agosto, com um processo simples para recuperar estes descontos junto do governo todas as semanas”.

As empresas podem encontrar informações sobre o esquema e como se registarem online no GOV.UK.

Quem pode registar-se?

Pode registar-se no esquema Eat Out to Help Out se o seu estabelecimento:

- Vende alimentos que se destinam ao consumo nas instalações quando comprados;

- Fornece a sua própria zona de refeições ou partilha uma zona de refeições com outro estabelecimento para refeições;

- Esteja registrado como empresa alimentar junto da autoridade local competente até 7 de julho.

O esquema pode ser utilizado por comensais que encomendam comida e/ou bebidas para consumo nas instalações. O álcool está excluído da oferta.


Fonte: Gov.uk