- °C
Home

Lançado plano de teste, rastreio e localização do vírus do coronavírus em Isle of Wight

|


S300 smartphone hands



Da Redação


Será em Isle of Wight os primeiros testes de “novo normal” do Reino Unido, com o início da primeira fase do anunciada como primeira fase do plano de teste, rastreio e localização do coronavírus.


A partir desta terça-feira (05/05), a aplicação COVID-19 do Serviço Nacional de Saúde (NHS) começará com o pessoal do NHS e do conselho da ilha, com todos os residentes da ilha a terem acesso a partir de quinta-feira (07/05).


A privacidade e segurança dos dados é primordial, com o Centro Nacional de Ciber-Segurança envolvido no desenvolvimento da aplicação, que será complementada por um rastreio dos contatos utilizando os métodos existentes online e por telefone.


Os residentes da Ilha de Wight serão os primeiros a ter acesso à nova aplicação de rastreio, como parte da ação governamental para testar, rastrear e localizar para minimizar a propagação da COVID-19 e avançar no sentido de reduzir com segurança as medidas de quarentena.


Desenvolvida pelo NHSX, o braço tecnológico do serviço de saúde, e uma equipe de cientistas e médicos líderes mundiais, a aplicação foi concebida para acelerar significativamente o rastreio, ajudando a reduzir a probabilidade de propagação do vírus, permitindo identificar rapidamente as pessoas com maior risco de infecção para que possam tomar medidas de proteção.


Quando alguém relatar sintomas através do aplicativo, o sistema irá detectar quaisquer outros utilizadores da aplicação com quem a pessoa tenha estado em contacto significativo nos últimos dias, incluindo contatos desconhecidos, como alguém que possa ter sentado ao lado em transportes públicos. A aplicação poderá alertar anonimamente esses contatos e dar conselhos, incluindo como obter um teste para confirmar se eles têm ou não COVID-19. Os usuários poderão encomendar testes através do aplicativo em breve.


Para aqueles que não podem ter acesso ao aplicativo, ou não tenha capacidade de utilizar um smartphone, haverá uma opção para relatar sintomas e encomendar testes de outras formas. À medida que o serviço integrado se desenvolve, todos aqueles que reportarem sintomas, incluindo os usuários do aplicativo, serão também convidados a registar os contatos recentes através de um serviço online (ou através de uma entrevista telefónica, se preferirem), de modo a que os traçadores possam chegar a todos os contatos que possam estar em risco, quer esses sejam ou não usuários do aplicativo.


As pessoas serão então alertadas pelo aplicativo ou por correio electrónico ou telefone, aconselhados ao auto isolamento, por exemplo.


À medida que o programa de teste, rastreio e localização se desenrole a nível nacional, previsto para meados de maio, a Public Health England supervisionará a instalação de 18.000 marcadores de contatos adicionais para apoiar o programa.


O Secretário da Saúde e da Assistência Social, Matt Hancock, afirmou: “A Ilha de Wight está a desempenhar um papel vital com este trabalho pioneiro para ajudar a manter a Grã-Bretanha segura. Isto abrirá o caminho para uma implantação a nível nacional quando chegar a altura certa.”


Fonte: www.gov.uk