5 °C
Home

Coronavírus: plano para educação pública

|

Unsplash

Kyo azuma x TJKVU1FJA unsplash



Por Marta Stephens


Enquanto o mundo enfrenta a pandemia de coronavírus, todas as escolas do Reino Unido estão sendo solicitadas a gerir um serviço de emergência para as crianças cujos pais trabalham em serviços essenciais, para que eles possam continuar a trabalhar. Nesta sexta (20/03), as escolas começaram a divulgar a lista de profissões consideradas chave neste momento. Leia aqui a relação e, se for o seu caso, entre em contato o quanto antes com a direção da escola do seu filho e solicite acesso ao atendimento de emergência.


● Pessoal da saúde


Isto inclui mas não se limita a médicos, enfermeiras, parteiras, paramédicos, assistentes sociais, trabalhadores, cuidadores e outros profissionais de saúde e de assistência social de linha de frente, incluindo voluntários que forneçam apoio especializado necessário para manter a saúde e a assistência social do Reino Unido. Aqueles que trabalham nos bastidores dos setores de saúde e assistência social, incluindo produtores e distribuidores de medicamentos e de produtos médicos e equipamento de proteção pessoal, também estão neste grupo.


● Pessoal de educação


Isto inclui funcionários de creches e da rede de ensino, assistentes sociais e especialistas em educação que devem permanecer ativos durante a resposta ao COVID-19.


● Serviços públicos chave


Isto inclui aqueles essenciais para o funcionamento do sistema de justiça, pessoal de caridade e trabalhadores que prestam serviços-chave na linha de frente, responsáveis pela gestão de funerais, jornalistas e emissoras que prestam serviço público de radiodifusão.


● Governo local e nacional


Isto inclui apenas as ocupações administrativas essenciais para a eficácia do plano de emergência do COVID-19 ou entrega de serviços públicos essenciais, tais como o pagamento de benefícios, inclusive em agências governamentais.


● Alimentos e outros bens necessários


Isto inclui os envolvidos na produção, processamento, distribuição, venda e entrega, bem como os envolvidos no fornecimento de outros bens essenciais (por exemplo, medicamentos higiénicos e veterinários).


● Segurança pública e segurança nacional


Isto inclui polícia e pessoal de apoio, civis do Ministério da Defesa, empreiteiro e pessoal das forças armadas, incêndio e funcionários dos serviços de salvamento (incluindo pessoal de apoio), Agência Nacional do Crime, os que mantêm a segurança nas fronteiras, o pessoal prisional e de liberdade condicional e outros papéis de segurança nacional, incluindo os do exterior.


● Transporte


Isto inclui aqueles que vão manter o transporte rodoviário, ferroviário, marítimo e aéreo, modos de transporte de mercadorias que operam durante a resposta da COVID-19, incluindo os que atuam em sistemas de transporte através dos quais passam as cadeias de abastecimento.


● Utilidades, comunicação e serviços financeiros


Isto inclui o pessoal necessário para a prestação de serviços financeiros essenciais (incluindo mas não limitado aos trabalhadores dos bancos, sociedades construtoras e mercado financeiro), os sectores do petróleo, gás, eletricidade e água (incluindo os esgotos), setor das tecnologias de informação e infra estruturas de dados e indústria primária, bem como o pessoal chave que trabalha em agências nucleares civis, químicos, telecomunicações (incluindo, mas não se limitando a operações de rede, engenharia de campo, pessoal de call center, TI e infraestrutura de dados, serviços críticos como 999 e 111), serviços postais e de entrega, fornecedores de pagamentos e sectores de eliminação de resíduos.


O governo também está a pedir que as escolas continuem a fornecer educação e apoio às crianças que têm um Plano de Educação e Cuidados de Saúde - Education and Health Care Plan (EHCP), crianças que têm um assistente social designado para a família e essas famílias recebendo apoio através do programa Early Help. Mais uma vez, não há nenhuma exigência de que as crianças destes grupos tenham que ir para escola, mas eles serão bem-vindos caso os pais ou cuidadores escolham esta opção.



Para os miúdos que ficam em casa


Para aquelas crianças que estarão em casa a partir de segunda-feira de manhã, haverá recursos online disponíveis para apoiar as crianças a continuarem a aprender através de websites como o Show My Homework. Além disso, a BBC disse que vai aumentar a sua gama de recursos para apoiar a educação das crianças.


Informe-se com a direção da escolas que websites as crianças devem visitar diariamente e crie uma rotina de estudos com os pequenos.