10 °C
Home

Português é assassinado em Brighton

|

20191203 mr delgado suel tribute pt

Suel Miguel Monteiro Delgado sofreu ferimentos graves na cabeça depois que ele e dois outros homens foram atropelados por um carro na Marine Parade


Da Redação

Em estado de choque, a comunidade portuguesa recebeu a notícia do assassinato de um português de 20 anos, na manhã do domingo (01/12). A polícia britânica iniciou investigação depois que Suel Miguel Monteiro Delgado, que foi atropelado por um veículo em Brighton, morreu no hospital. O jovem de Crawley sofreu ferimentos graves na cabeça depois que ele e dois outros homens foram atropelados por um carro em Marine Parade.

Os policiais foram inicialmente chamados porque um grande grupo de pessoas lutavam à beira-mar às 5h20. Quando chegaram ao local, encontraram três do grupo foram gravemente atingidos por um carro.

As outras duas vítimas, um homem de 18 anos e outro de 22, continuam em estado grave no hospital.

Um homem de 32 anos que foi preso no mesmo domingo por suspeita de causar danos corporais graves, mas foi libertado sob investigação. Um homem de 33 anos que foi detido por suspeita de tentativa de assassinato na segunda-feira de manhã (02/12) permanece sob custódia.

O veículo, um BMW X6, foi encontrado posteriormente abandonado nas proximidades.

Ao jornal Crawley News, a família de Suel deu a seguinte declaração: “Suel era um filho amado, irmão e amigo. Ele sempre cuidou de sua família e sua ausência será muito sentida.”

O inspetor-chefe da polícia, Chris Friday, da equipe criminal de Surrey e Sussex, disse: "Nossos pensamentos estão com a família e os amigos da vítima que morreu tristemente esta noite e com os das outras duas vítimas que estão em estado grave no hospital.

"Agora é uma investigação de assassinato e estamos novamente apelando para qualquer pessoa que possa ter visto o incidente ou que tenha alguma informação a respeito.

"Estamos particularmente interessados em ouvir alguém que possa ter imagens de telefones celulares, câmeras de painel de controle ou qualquer pessoa que tenha imagens privadas de CCTV do incidente.

A Marine Parade permaneceu fechada entre a rotatória do píer e a Camelford Street até terça-feira à tarde (3/12).

O incidente não está relacionado à terrorismo, informou a polícia.

Segundo caso em menos de 60 dias

O português de Crawley é a segunda vítima da violência de rua no sul da Inglaterra em menos de 60 anos. Um português foi brutalmente espancado por 15 pessoas, em Eastbourne, na terça-feira (11/10).

A vítima foi perseguida e encurralada quando ia às compras com a namorada em Eastbourne. O madeirense, natural do Curral das Freiras, está internado Royal Sussex County, em Brighton, com ferimentos graves na cabeça.

Segundo o Diário de Notícias da Madeira, ele teria 32 anos e se encontra em coma, com risco de morrer.



Em Londres, o perigo


Relatos de violência em Londres, infelizmente, deixaram de ser uma surpresa. Seja nas manchetes dos jornais locais, seja na conversa na fila do supermercado, parece que vamos cercados de histórias de assaltos e brigas com armas brancas. Esta semana, Notícias em Português recebeu o relato de uma mãe portuguesa, residente em Clapham Common. O filho dela, de 16 anos, foi assaltado em frente ao edifício onde moram, por volta das 18h de um domingo. “Eram cinco jovens, por volta 16, 18 anos, com rostos encobertos e com facas”, conta a mãe assustada, que prefere não se identificar. “Graças a Deus, eles só queriam dinheiro e saber onde ele vivia. Perguntaram insistente de onde ele era. Nesta zona já houve vários esfaqueamentos, perseguições policiais com direito a helicóptero e disparos de armas. Isto aqui está do pior.” As câmeras da rua, que poderiam ter gravado a ação e, assim, ajudar nas investigações, não estavam funcionando. A informação é que elas permaneciam desligadas por questões econômicas.