6 °C
Bem-estar

O que você precisa saber sobre jejum intermitente

|


Coffee 1693727 1280 (1)



Por Camila Montanha*


Jejum intermitente é uma prática milenar, uma estratégia nutricional na qual você tem restrição de calorias. Essa prática pode ter o intuito religioso e terapêutico – metabólico, com os benefícios voltados para saúde.


O jejum intermitente é bom ou não para nós?


Sim. Temos vários estudos e práticas mostrando o superpoder do jejum intermitente para emagrecimento, doenças autoimunes, Alzheimer, demência, aumento do foco e concentração e longevidade. Eu particularmente pratico o jejum há 2,5 anos e tenho ótimos resultados.


Como fazer o jejum?


Eu costumo recomendar um detox do corpo e intestino antes de começar o jejum. O tempo dessa estratégia de destoxificação vai depender da individualidade de cada um.


Existem várias estratégias, diferentes maneiras de fazer o jejum intermitente. O mais fácil para quem nunca fez seria começar com 12 horas, o que significa que se tiver seu jantar às 19h, a sua próxima refeição seria às 7h. Quando seu corpo for se adaptando com 12 horas, você vai aumentando para 14h, 16h, 18h, 24h, dependendo do seu objetivo.


Qual o segredo do jejum?


Eu diria que o mais importante do que a janela sem se alimentar seria a janela de alimentação, ou seja, o que você vai comer e a quantidade seriam o segredo de uma estratégia de jejum bem feita. A quebra do jejum, a janela de alimentação deve ser com alimentos de alto valor nutritivo, incluindo carboidratos de baixo índice glicêmico, gorduras boas, proteínas de alto valor biológico, alimentos anti-inflamatórios e antioxidantes.


É muito importante manter o corpo bem hidratado no período do jejum. Água, café, chás sem açúcar, shots podem ser consumidos à vontade.


Alguns suplementos como espirulina, Clorela, gengibre não quebram o jejum.


O jejum é para todo mundo?


Não, nada é para todo mundo, nós somos seres com diferentes necessidades e demandas. Grávidas, mulheres em período de amamentação, crianças e adolescentes, pessoas com transtornos alimentares não devem fazê-lo.


Pessoas com algumas patologias como diabetes tipo 1 devem ter acompanhamento médico para ajustar a dosagem de insulina e evitar hipoglicemia.


Pode treinar em jejum?


Depende de qual o nível a pessoa está em relação à atividade física. Se é sedentário e quer começar a atividade física e jejum ao mesmo tempo não é legal pois a pessoa pode se sentir mal. Ideal seria começar a atividade física moderada até o corpo se adaptar e, em seguida, introduzir a estratégia de jejum aos poucos.


Se for uma pessoa praticante de crossfit, por exemplo, que demanda muita energia, pode-se usar estratégias do jejum com o TCM (triglicerídeo de cadeia média), Bulletproff coffee (café, manteiga ghee, TCM, canela).


Equilíbrio entre corpo, mente e espírito


Para mim o mais legal do jejum intermitente, além de todos os benefícios fisiológicos já citados, é o autocontrole que desenvolvemos nessa prática. Você sente o controle do seu corpo, da sua mente, você reprograma seu cérebro. Quando você concilia o jejum com meditação e jejum dos pensamentos negativos e também ações, você se conecta com sua essência e passa a vibrar em uma nova frequência de domínio e atração de boas energias.


Se informe com um profissional capacitado, monte uma estratégia específica para sua necessidade, se conheça, conheça seu corpo e se beneficie dos resultados dessa prática milenar.


* Camila Montanha é nutricionista e atende em português e inglês, em Londres. camilamontanha.com