10 °C
Home

Por que funcionários do Royal Mail planejam greve?

|

Royal Mail

499 rm web carousel deliverymatters 1250x438



Por Ulysses Maldonado

O Royal Mail enfrenta sua primeira greve postal nacional em uma década depois que a equipe votou esmagadoramente por essa ação. A greve foi apoiada por cerca de 110.000 membros do sindicato dos Trabalhadores da Comunicação (CWU), com uma participação de 76%.

As datas da greve ainda não foram anunciadas, mas o sindicato disse que poderia ocorrer por volta do Natal e da Black Friday em novembro.

Os membros do CWU prometeram "lutar" contra aqueles "que agora buscam romper o grande serviço postal britânico em prol do lucro e da ganância".

Quando a greve deve acontecer?

As datas das paralisações "dependem inteiramente da decisão dos líderes do Royal Mail", afirmou o CWU em comunicado.

O sindicato reconheceu que o Natal ou o fim de semana da Black Friday em novembro poderia ser afetado.

Mas os sindicalistas dizem que as datas serão decididas, dependendo do resultado das negociações.

Por que os trabalhadores estão tomando essas medidas?

O CWU acusou a liderança do Royal Mail de quebrar um acordo "progressivo" alcançado há pouco mais de um ano. O sindicato disse que concordou com um "modelo de acordo para o futuro" com o Royal Mail Group Board para aumentar os salários, reduzir o horário de trabalho e reformar as aposentadorias.

O "acordo de quatro pontos" inclui aumentos salariais e a promessa de reduzir as horas semanais de trabalho de 39 para 35 até 2022, sujeitas à produtividade.

O secretário-geral adjunto do Correio da CWU, Terry Pullinger, disse que os chefes da empresa estão quebrando esse acordo.


O sindicato disse que as relações com a Royal Mail pioraram desde que Rico Black, 65 anos, ex-chefe da empresa de logística GLS, assumiu o serviço postal em junho do ano passado.