11 °C
Home

Programe-se

|

Brasil encontra India


MÚSICA: BRASIL ENCONTRA A ÍNDIA – 19 de outubro (sábado)

O projeto Cantar foi criado em 2015 pelo músico brasileiro Gui Tavares. Foram duas edições com inúmeros workshops, performances e um EP com duas músicas gravadas em estúdio, tendo como foco a música brasileira. “Ai eu resolvi internacionalizar o projeto e criei o Cantar Fusing”, conta o artista, que mora em Londres.

Na primeira edição do Cantar Fusing, a música brasileira encontra a música indiana. Até chegar ao formato do show, que acontece no dia 19/10, passou-se um longo período de estudo e parceria entre Gui Tavares e o indiano Baluji Shrivastav.

Baluji Shrivastav é um multi-instrumentista indiano que superou a cegueira aos 8 meses de idade para tornar-se um dos principais compositores e tocadores de cítara do mundo. Ele tocou e gravou com alguns dos maiores acompanhantes de tabla, como Anindo Chatterji e Ustad Fayaz Khan. Trabalhou com uma grande variedade de artistas, incluindo Stevie Wonder, Massive Attack, Madness, Shakira, Malu, Boy George e Doves.

“Primeiro fui à casa dele, trocamos ideias e experiências, tocamos muito músicas de um país e de outro”, conta Gui. Isso começou a acontecer em 2016. Baluji promove workshops quinzenais sobre ritmos indianos e Gui participou de muitos deles. Depois foi Baluji que começou a se interessar pela música brasileira.

“Muita gente pensa que as canções indianas são muito lineares melodicamente, mas ritmicamente ela tem uma complexidade que não temos tradicionalmente no Brasil, a não ser em uma escola de música avançada, sem falar dos micro tons”, diz Gui.

No repertório do show em Londres, há músicas de Alceu Valença, como Anunciação e Coração Bobo, com o acréscimo luxuoso de Baluji com sua cítara e percussão indiana.

O show, seguido de festa, acontece no Rich Mix London, 35 - 47 Bethnal Green Road, E1 6LA. As portas abrem às 19h30 e os ingressos custam £15 pelo site https://richmix.org.uk/.


Neo Norte

EXPOSIÇÃO LATINO AMERICANA – até 22 de outubro

A exposição Neo Norte 2.0 une um grupo de artistas e trabalhos latino-americanos que olha criticamente para a dominância eurocêntrica, a ideia de superioridade do ‘norte’ do planeta em relação ao ‘sul’ e propõe uma história alternativa. O projeto celebra 200 anos de independência da América Latina e tem curadoria da artista chilena Tere Chad.

A artista portuguesa Teresa Paiva é uma das colaboradoras do projeto, com um trabalho que pretende criar uma experiência de ligação e câmbio sensorial.

A exposição vai até 22 de outubro na Exposed Arts Projects, 4-6 Drayson Mews, Kensington, W8 4LY. Todas as atividades são gratuitas, mas exigem agendamento pelo e-mail hello@exposedartsprojects.com. Mais informações no site www.exposedartsprojects.com/.


Joao Donato


JOÃO DONATO – 16 de novembro (sábado)

Um dos maiores nomes da música brasileira do século 20, João Donato retorna a Londres. Tendo começado sua carreira aos 15 anos, o pianista de bossa nova lançou 29 álbuns impressionantes desde 1953. Seu último trabalho foi o single duplo com a cantora Tulipa Ruiz “Tulipa Donato”, lançado em agosto em vinil e com tiragem limitada.

Uma figura importante como músico e arranjador do movimento da bossa nova, Donato tem sido profundamente influente em várias gerações de músicos brasileiros. João Gilberto até confessou ter tocado a sua bossa nova no violão do piano de Donato.

Para o show em Londres, ele apresenta o álbum lançado em 2016, "Donato Elétrico". O álbum foi indicado como Melhor Registro Instrumental no Grammy Latino e apareceu nas melhores listas de 2016 de publicações como a revista Rolling Stone Brasil.

O show acontece no The Jazz Cafe, 5 Parkway, Camden, NW1 7PG, às 19h, e os ingressos custam £40 pelo site https://thejazzcafelondon.com/.


AVidaInvisiveldeEurídice Gusmão


Festival de cinema de Londres – até 13 de outubro

Há ainda boas opções lusófonas na programação do BFI London Film Festival, que segue até dia 13 de outubro. A Vida invisível de Eurídice Gusmão (foto), de Kaim Ainouz, baseado no livro da escritora brasileira Martha Batalha, será exibido nos dias 12 e 13/10. As exibições no Curzon Mayfair já têm ingressos esgotados.


Vitalina varela 2019 001 vitalina leaning against black


Também nos dias 12 e 13/10, será exibido Vitalina Varela (foto), filme do português Pedro Costa, que inclusive participará de conversa após a exibição. Menos uma sequela do que uma busca mais profunda por seus temas e motivos - Varela entra em primeiro plano como uma mulher que, depois de anos esperando uma passagem de avião, chega a Portugal três dias após o funeral do marido.

Uma contemplação hipnotizante de raça, tristeza e exílio, o filme é magnificamente fotografado por Leonardo Simões, com uma assinatura visual de noite escura aveludada nas ruas em ruínas e presenças humanas que adquirem a grandiosidade da estatuária clássica. Com seu diálogo encantador, trata-se essencialmente de uma ópera sem música, com Varela como uma figura central imponente ao lado do sempre presente herói de Costa, Ventura.

O filme será exibido no sábado (12/10) às 17h45 no ICA Cinema, e no domingo (13/10) às 15h30 no Curzon Soho. www.bfi.org.uk


Mariza


Mariza - 30 de novembro (sábado)

Mariza, estrela do fado com sete álbuns de estúdio, faz show em Londres. Considerada por muitos como dona de um dos estilos vocais mais sublimes do mundo, traz no repertório canções do seu último álbum autointitulado. Mariza ganhou a categoria Europa e foi nomeada para a categoria de Melhor Artista no Songlines Music Awards de 2019. Ela se apresentará ao vivo na cerimônia do Songlines Music Awards no Earth Hall, em Hackney, Londres, em 30 de novembro, ao lado de Fatoumata Diawara, Catrin Finch e Seckou Keita, Gaye Su Akyol e Monsieur Doumani.

Os ingressos custam £ 21,50 (com taxas) no site soundcrashmusic.com.