19 °C
Bem-estar

Comendo de acordo as estações – outono

|


Chiara conti 4TY1uOJ5LG4 unsplash



Por Priscila Schramm Gonsalez*




Tradicionalmente, o outono é a estação da colheita. É a hora de nossos corpos colherem e coletarem energia para os meses mais frios. Após o verão, o outono é hora de eliminar o excesso de calor do corpo e, à medida que as temperaturas caem, é hora de começar a aquecer o corpo contra os extremos. Embora isso possa parecer contraditório, o calor do verão diminui a força, enquanto o calor interno aumenta.


Com a chegada dos fortes ventos, as árvores perdem suas folhas no outono. Enquanto sentimos os efeitos do vento em nossa pele, internamente, o vento ataca os pulmões. O calor e a secura presos nos pulmões podem facilmente causar tosse e outros distúrbios pulmonares.


A função do sistema digestivo geralmente se torna deficiente no outono. As condições gastrointestinais são comuns nessa época do ano, e tome cuidado extra e coma bem para evitar que a doença chegue pela boca.


A secura é comum no outono


Lábios secos são um sinal de secura, assim como pele seca, coceira, rugas, garganta seca, tosse seca e constipação. Embora mais pronunciada no outono, a secura pode aparecer em qualquer estação do ano, dependendo do seu tipo de dieta.


Para tratar a secura no outono, você pode experimentar alguns dos alimentos mais úmidos, como: tofu; tempeh; leite de soja; espinafre; cevada; peras; maçãs; painço; caquis; algas marinhas; cogumelos; amêndoas; pinhões; amendoim; sementes de gergelim; leite; molusco; ovos; caranguejo. Os laticínios são muito nutritivos para qualquer pessoa, embora seja importante consumir apenas laticínios em pequenas quantidades para não criar muco no corpo. Se você tiver tosse seca e áspera e garganta extremamente seca, os pulmões precisam de alimentos refrescantes, como maçãs e peras cozidas, pato, flocos, caqui, aipo, nori (alga marinha) e polvo.


Para uma tosse fraca, seca e persistente que permanece, especialmente se os sintomas piorarem à noite, tente peras, maçã, laticínios, carne de carneiro, tangerina, pinhões, amêijoas, caldo de galinha, inhame ou ovos. Um pouco de mel em água morna para acalmar a garganta e, se houver escarro, é preferível o mel cru.


O sabor picante


Alimentos e ervas com sabor picante são importantes para os pulmões. Exemplos de alimentos picantes incluem folhas de louro, alcaparras, sementes de cominho, cardamomo, cebolinha, canela, cravo, erva-doce, alho-poró, orégano, noz-moscada, alecrim, cártamo, tomilho, açafrão, agrião, gérmen de trigo, repolho, nabo, gengibre, rábano, pimenta, cebola, alho e pimenta.


Também devemos considerar que essas ervas pungentes são de natureza expansiva e, embora sejam importantes para fortalecer os pulmões, não devem ser usadas em excesso no outono.


O outono é uma estação maravilhosa para colher os benefícios da longa e quente estação de crescimento proporcionada pela primavera e no verão. Os alimentos de outono devem também apoiar o sistema digestivo.


O sistema digestivo pode ser facilmente afetado no outono, por isso devemos evitar a ingestão excessiva de bebidas frias e frutas de verão, como melões, a fim de nutrir o baço. Coma vegetais verdes e laranja escuros para ajudar na digestão. Alimentos azedos e doces para o outono incluem feijão, maçãs, queijo, uvas, azeitonas e pão azedo. Eles apoiam o baço enquanto incentivam a energia para baixo. Além disso, para harmonizar a digestão, experimente o milho, a castanha, o arroz e a cenoura.


Alimentos quentes incentivam o movimento, protegendo o fígado e todo o corpo. Por outro lado, comida fria retarda o processo digestivo. A dica de ouro do outono é comer mais sopa e menos saladas cruas para se preparar para o inverno.



* Priscila Schramm Gonsalez é nutricionista funcional, especialista em desequilíbrios hormonais, saúde da mulher, doença crônicas e emagrecimento. Atende pacientes em consultório e pelo NHS.


Você tem uma pergunta sobre nutrição, saúde e bem-estar? Envie para priscilasgonsalez@gmail.com