23 °C
Home

Brasileiro tem morte cerebral declarada após ataque em Battersea Park Road

|

61165792 437935860101702 7364115865903562752 n


Da Redação


Iderval da Silva, de 46 anos, tentou impedir o roubo de sua motocicleta e foi violentamente atacado por uma gangue de jovens no sábado, dia 25/05. Testemunhas dizem que eram sete garotos, com idades inferiores a 18 anos. Ele foi socorrido e ficou internado no King's College Hospital, mas não resistiu aos ferimentos. 


A Polícia Metropolitana foi chamada por volta das 16h30 do sábado e encontrou o brasileiro, que também tem nacionalidade portuguesa e trabalhava para Uber Food Delivery, ferido com gravidade na cabeça na Charlotte Despard Avenue, próximo a Battersea Park Road. Um jovem de 16 anos foi preso nas proximidades, no mesmo dia, acusado de participação no crime, mas foi liberado depois de pagar fiança.


Iderval nasceu em Presidente Prudente, no estado de São Paulo, e deixa um filho de 26 anos, Kaike Silva, nascido em Portugal e residente em Londres. Conhecido como Bugrão, ele era ex-militar (terceiro sargento do Batalhão de Engenharia Motorizada) e também mestre de capoeira.


Segundo testemunhas, Iderval se aproximou do grupo que tentava roubar sua moto, que estava no estacionamento próximo a Battersea Park Road. Os jovens, todos homens, teriam então reagido com violência. A moto não foi roubada e foi levada pela polícia para investigação.


O detetive e inspetor-chefe Mark Cranwell disse: “Sabemos que havia um grupo de rapazes, alguns em bicicletas, que estavam na área onde ocorreu o incidente. Queremos ouvir qualquer testemunha que posso nos ajudar a identificá-los. Há uma movimentada loja Tesco e outras lojas nas proximidades da Battersea Park Road e muitas pessoas já terão visto esses homens na região antes, durante e depois da tentativa de roubo da moto e o subsequente covarde ataque. É preciso que a comunidade entenda que é urgente e extremamente importante que a polícia identifique todos os envolvidos e encontre os responsáveis. Também quero garantir que qualquer informação será tratada como confidencial e, mesmo que a testemunha não queira entrar em contato diretamente com a polícia, pode fornecer informações de forma anônima através da ONG Crimestoppers.”


Testemunhas do incidente devem contactar a polícia pelo telefone 020 87214054 ou a Crimestoppers, para chamadas anônimas, pelo 0800 555 111.


Protesto da comunidade


A comunidade brasileira e de trabalhadores de empresas de delivery organizaram um ato de protesto na terça (28/05). Cerca de 300 pessoas se encontraram em Culvert Place, Battersea, e partiram em comboio de motocicletas para Westminster. Exigem mais segurança e a prisão imediata de todos os envolvidos na morte de Iderval.