- °C
Brasil

Aumenta número de brasileiros barrados na fronteira da Europa

|

Pixabay


Da Redação


O número de brasileiros impedidos de entrar na União Europeia aumentou 62% em 2018, tornando o Brasil o sétimo país com mais cidadãos barrados na fronteira. No ano passado, quase cinco mil pessoas com esta nacionalidade não passaram dos guichês de imigração.

O número está no relatório da Frontex – Agência de Fronteiras da União Europeia e foi divulgado no começo de abril. 4.984 brasileiros foram barrados na Europa em 2018, contra 3.086 na mesma situação em 2017, ano em que o país ocupava o décimo lugar na lista de nacionalidades mais barradas.

O principal motivo seria a falta de documentação adequada ou de visto de permanência. O líder da lista é a Ucrânia, com 57.593 cidadãos barrados em 2018. O país está localizado no continente europeu, mas não faz parte da União Europeia.

Já em uma avaliação mais geral dos números apresentados pela Frontex, o número de barrados na EU esteve praticamente estável, com aumento de 4% em comparação a 2017. Ao todo, 190.930 pessoas não passaram na imigração. Um número menor do que o de 2016, quando houve 214.039 barrados.


Entre os deportados da Europa em 2018 estão 1.926 brasileiros, ocupando o oitavo lugar no ranking de deportações. A situação não deve melhor, já que o governo brasileiro anunciou a saída do Pacto Mundial de Migração.