21 °C
Comunidade

Brasileiros são condenados pela justiça britânica por tráfico de drogas

|

Foto: Polícia Metropolitana

WhatsApp Image 2019 03 27 at 4.45.53 PM

(Da esq. para a dir.) Suellen Miguez; Carlos Eduardo Libardi da Silva; Bernardo Henrique Salles; Isabella Braga Da Silva: a gangue vendeu mais de £2,5 milhões em drogas entre 2016 e 2018


Da Redação - Quatro brasileiros membros de um grupo de crime organizado, ligado ao fornecimento e distribuição de drogas, foram condenados pela justiça britânica.


Duas mulheres e dois homens foram considerados culpados na quarta-feira (20/03), na conclusão de um julgamento de oito semanas no Inner London Crown Court.


Suellen Miguez, 34 anos, residente em Alexandra Drive Crystal Palace, foi condenada por 14 acusações envolvendo conspiração e fornecimento de drogas das classes A, B e C. Carlos Eduardo Libardi da Silva, 33, de Durdham Court, Bristol, foi condenado por 14 acusações, entre elas fornecimento de drogas e lavagem de dinheiro.


Os outros dois condenados, ambos por 14 acusações, são Bernardo Henrique Salles, 25 anos, de Mercier Court, Silvertown, e Isabella Braga da Silva, 21 anos, de Trelawn Road, Leyton.


A investigação sobre a gangue brasileira durou cinco meses, entre março e julho de 2018. O grupo montou uma rede de courier de mais de 43 ciclomotores para transportar e vender drogas em Londres.


Eles atuavam predominantemente alugando propriedades por curtos períodos de tempo e usando-os como casas seguras para armazenar as drogas, antes de passar para outros endereços a cada dois dias.


Em 25 de julho, Isabella Braga da Silva foi presa perto da rua Belmore, SW8, depois que a polícia a deteve ao lado de um carro que continha mais de £500 mil em drogas. Os policiais também apreenderam £40 mil em dinheiro e equipamentos no veículo, incluindo embalagens de plástico e um receptor de cartão de crédito para lidar com transações com cartões.


Suellen Miguez e Carlos Eduardo foram presos pouco depois, no dia 30 de julho. Suellen foi vista deixando uma unidade de auto armazenamento em Ingate Place, Battersea, com mais de £100 mil em drogas. Foi identificado que Carlos Eduardo havia deixado Suellen no endereço pouco antes e foi rapidamente localizado e preso em Union Street, SW8.


Salles foi ligado à gangue por meio de vigilância policial e foi preso na Avenida Wesley, E16, em 20 de agosto de 2018.

Cocaína, heroína, crystal meth, GBL e cannabis no valor de aproximadamente £3 milhões foram apreendidos após pesquisas em cinco instalações de armazenamento diferentes em Londres.


A investigação estabeleceu que a gangue vendeu mais de £2,5 milhões em drogas entre 2016 e 2018.


O inspetor Andy Durham disse: “As drogas podem ter um impacto físico e mental horrendamente negativo nos usuários, e essa gangue sofisticada estava obtendo enormes lucros enquanto destruía vidas. Estou incrivelmente orgulhoso do trabalho árduo e dedicação demonstrados por minha equipe durante o curso desta investigação, que interrompeu uma enorme rede e tirou seis pessoas perigosas das ruas.”