11 °C
Londres

Prisão dará lugar a casas acessíveis e disponíveis para aluguel social

|

Foto: Reprodução/Wikipedia

Holloway prison sky news 4601383

A prefeitura de Londres vendeu por £81.5 milhões o terreno de 10 acres, em Islington


Por Ulysses Maldonado - Mais de mil novas casas, entre essas 400 de aluguel social, e um centro de mulheres serão construídos no local da Prisão Holloway, a famosa penitenciária feminina onde Myra Hindley, Ruth Ellis e centenas de sufragistas foram presas.


A prefeitura de Londres emprestou à associação de moradias Peabody £42 milhões dos £81.5 milhões pagos pelo Ministério da Justiça pelo terreno de 10 acres em Islington.


A Peabody, em parceria com a construtora London Square, planeja construir mais de 1.000 casas, das quais 600 serão "acessíveis", com cerca de 400 disponíveis para aluguel social.


Terá parques, um centro de mulheres e lojas também serão criadas, onde a maior prisão feminina da Europa foi mantida até 2016.


A construção das novas residências será concluída até 2026. O prefeito Sadiq Khan anunciou a venda acompanhada pelo vice-líder local Jeremy Corbyn.


Sadiq disse: "Os londrinos estão fartos de ver a terra pública sendo vendida com a maior oferta e, depois, com prédios com pouca ou nenhuma moradia social ou acessível. Confirmamos que o local de Holloway será diferente ".


O ministro Rory Stewart disse que o dinheiro da venda ajudará a "substituir antigas prisões por instalações modernas e construídas especificamente".


Para o construtor da London Square, este é o mais recente de uma série de grandes projetos de Londres. Ele está construindo em Bermondsey e já construiu em New Kings Road e Staines upon Thames.


Adam Lawrence, diretor executivo da London Square, disse: "Temos um forte histórico na entrega de comunidades de alta qualidade, sustentáveis e mistas em Londres e estamos muito satisfeitos em fazer parte desta equipe. A parceria anunciada proporcionará moradia acessível e infraestrutura social muito necessária para a comunidade local ".