- °C
Londres

Tarifas não pagas custam £100 milhões por ano, só em Londres

|

Foto: Pixabay

Blur 1239439 1920 (1)

A TfL informa que o aumento no prejuízo reflete melhorias na forma como o número foi calculado, e não alta na evasão de passagens


Por Ulysses Maldonado - As pessoas que não pagam passagem quando viajam em transporte público de Londres estão custando ao sistema £100 milhões por ano, disse a Transport for London TfL. O montante perdido para a evasão tarifária através da rede é quase £15 milhões maior do que as estimativas anteriores.


A London Travel Watch, guardiã oficial da TfL, pediu mais pessoal de proteção e investimento em melhorias de segurança. No ano passado, houve um aumento de 15% nas perseguições aos não pagadores.


Esta é a primeira vez que a estimativa de perda de receita atinge £100 milhões. A última estimativa, em 2016, colocou a perda anual em £86 milhões.


As tarifas não foram pagas de várias maneiras, desde não entrar e sair com um cartão Oyster até o uso de notas falsas. Cerca de 450 inspetores de receita são empregados em toda a rede para tentar impedir as fraudes nos pagamentos.


Tim Bellenger, diretor de políticas em Londres Travel Watch, disse que o prejuízo mostra que deve haver mais proteção, juntamente com "mais investimento em coisas como portões com catraca na rede ferroviária". Bellenger também sugeriu que outras iniciativas fossem introduzidas, como "uma linha de informações confidenciais".


No entanto, a TfL informa que o aumento refletiu melhorias na forma como o número foi calculado, e não necessariamente uma alta da evasão de passagens.


Siwan Hayward, diretor de vigilância policial, disse que os chefes de transporte "estavam investindo significativamente em tecnologia para melhorar nossa meta de evasão tarifária".


Com o TfL enfrentando um déficit de cerca de £700 milhões no próximo ano financeiro, Hayward disse que "agora é ainda mais imperativo que nós procuremos pessoas que evitam pagar suas passagens".