12 °C
Comunidade

Português condenado a 15 anos de prisão por crime sexual na Inglaterra

|

Fear 1131143 1920

Foto: Reprodução


(LONDRES) Da Redação - Um português foi condenado a 15 anos de prisão na Inglaterra por crime sexual. Duarte Xavier, 34 anos, natural de Madeira, fingiu ser uma mulher em aplicativos de encontros para assim atrair homens heterossexuais a situações íntimas. O tribunal criminal de Kingston upon Thames, em Surrey, arredores de Londres, o considerou culpado em seis casos. A pena foi anunciada no início desse mês.


Duarte passava-se por “Ana”, uma mulher adulta e sensual. Sob essa falsa identidade, marcava encontros e impunha algumas regras, como a de usar vendas nos olhos e não a tocar durante a relação sexual. Boa parte das vítimas acabava por notar algo estranho e tirava a venda antes do combinado, descobrindo que “Ana” era, na verdade, Duarte.


Os crimes foram cometidos entre fevereiro de 2016 e abril de 2018. As vítimas tinham idades entre 26 e 45 anos. Para o juiz Michael Hunter, Duarte cometeu uma “campanha de mentira para obter relações sexuais, ao fingir que era uma mulher atraente, sexualmente aventureira”.


Duarte chegou a ser preso duas vezes. Liberado pela polícia, voltou a cometer crime sexual. A repetição pesou contra a sua defesa, que chegou a usar a nacionalidade de Duarte como uma circunstância atenuante. Segundo a advogada de defesa Helen Butcher, em Madeira, Duarte foi “criado numa sociedade muito conservadora, intolerante com homossexuais” e que a sua orientação sexual foi mantida em segredo, o que foi uma “experiência difícil”.



Pag07KingstonCrownCourt

A corte do tribunal criminal de Kingston upon Thames, em Surrey, julgou o português de Madeira culpado por fingir-se mulher para atrair homens heterossexuais (Foto: Reprodução)