12 °C
Londres

Crimes com facas cresceram 16% em Londres e afetam jovens

|

(LONDRES) Por Ulysses Maldonado - É um momento crítico para ser jovem e de classe baixa nas ruas de Londres. Não é preciso estudar minuciosamente as estatísticas, nem saber nada sobre as vítimas, para ter certeza que as mortes que vem ocorrendo na cidade são uma perda abominável de vidas.


A maioria, tanto das vítimas quanto dos assassinos, neste ano foram jovens, assim como em 2017, quando os homicídios entre adolescentes começaram a crescer nacionalmente, com 27 menores mortos. A última vez que o número de jovens vítimas de homicídio foi tão alto foi há uma década.


Quantos crimes com facas foram registrados?


Dados recentes da Polícia Metropolitana de Londres mostram que os crimes com arma branca cresceram 16% na capital, e que a epidemia de crimes na Grã-Bretanha continua sem solução.


O total de delitos envolvendo o uso de facas ou outro instrumentos cortantes registrados pela polícia entre abril de 2017 e março deste ano cresceu para 40.147, sétimo ano seguido de aumento.

Houve 1,299 esfaqueamentos em Londres até o final de abril, segundo as estatísticas oficiais da Polícia Metropolitana.


Em fevereiro, mais de 259 facas foram apreendidas em Londres em apenas uma semana, e 283 pessoas, muitas delas adolescentes, foram detidas.


Em agosto, ocorrências com facas foram reportadas quase que diariamente em Londres.


Segundo o Departamento Nacional de Estatísticas britânico (ONS, na sigla em inglês), entre abril de 2017 e março de 2018 foram registrados 701 assassinatos, 12% a mais do que no ano anterior, quarto ano consecutivo de crescimento. Os dados excluem os mortos em ataques terroristas, como na London Bridge, Westminster e Manchester.


No mesmo período, foram registrados ainda 40.147 crimes envolvendo o uso de facas. Já as ocorrências com armas de fogo chegaram a 6.492, alta de 2% em relação ao ano anterior.


Os roubos registrados pela polícia cresceram 30%, enquanto o número de crimes sexuais teve alta de 21%, em parte devido ao aumento das ocorrências envolvendo jovens.


“Nas últimas décadas, vimos uma queda no nível geral de crimes, uma tendência que parece agora estar se estabilizando. A maioria das pessoas não experimenta o crime. Os dados hoje mostram uma imagem bastante estável na Inglaterra e País de Gales para a maioria dos tipos de crime. É muito cedo para dizer se os dados recentes são uma mudança na tendência de declínio”, diz a porta-voz da ONS, Caroline Youell.

Dados divulgados recentemente pelo Ministério do Interior indicam que o número de agentes policiais é o mais baixo desde que foram iniciados os registros, em 1996, caindo de 123.142 para 122.404 oficiais.



P4 crimen

Reprodução/Pixabay


De onde vem essa cultura das armas?


A média de idade das vítimas de crimes com facas é de 32 anos. Entre os mortos, no entanto, há também adolescentes.


Segundo dados da polícia, geralmente são jovens negros, que em muitos casos fazem parte de gangues rivais. Facas, facões e navalhas são as armas mais utilizadas, ainda que o uso de armas de fogo também seja cada vez maior.


O que os leva a apunhalar ou matar alguém?


Cressida Dick, chefe da Polícia Metropolitana de Londres, acusa as redes sociais de banalizar a violência entre os mais jovens e aguçar os desejos de revanche quando ocorre um incidente, às vezes mínimo. Instagram, YouTube e Snapchat são utilizados, segundo ela, para organizar ataques pelo controle do tráfico de drogas.


As redes sociais “tornam mais difícil que as pessoas se acalmem”, apontou Dick em declaração ao jornal “The Times”. Um briga trivial pode “em questão de minutos” acabar em violência e agressões, potencializada pela linguagem “incrivelmente agressiva” que se emprega nas redes, disse.


O que diz o prefeito de Londres?


Sadiq Khan admitiu recentemente que a resposta da prefeitura à onda de crimes com facas “não tem sido boa o bastante”, mas culpou os cortes no orçamento e a diminuição no número de agentes nas ruas pelo aumento dos índices de violência.



P5 crimen

Reprodução/Pixabay



Confira abaixo lista com todas as mortes por esfaqueamento de 2018:


  • 1º de janeiro - Steve Frank Navarez-Jara, 20, Islington
  • 3 de janeiro - Elizabeta Lacatusu, 44, Redbridge
  • 8 de janeiro - Daniel Frederick, 34 anos, morreu em Hackney
  • 9 de janeiro - Dami Odeyingbo, 18 anos, esfaqueado em Bromley
  • 11 de janeiro - Harry Uzoka, 25, morto em Shepherd Bush
  • 28 de janeiro - Yaya Mbye, 26 anos, esfaqueado em Stoke Newington
  • 29 de janeiro - Juan Olmos leva, 39, esfaqueado em Peckham
  • 31 de janeiro - Khader Saleh, 25 anos, esfaqueado na prisão de Wormwood Scrubs
  • 3 de fevereiro - Hassan Ozcan, 19 anos, esfaqueado em Barking
  • 3 de fevereiro - Kwabena Nelson, um jovem trabalhador, morreu depois de ser esfaqueado perto de sua casa em Tottenham
  • 8 de fevereiro - Hannah Leonard, 55 anos, esfaqueada em um apartamento em Camden
  • 11 de fevereiro - Sabri Chibani, 19 anos, esfaqueado em Streatham
  • 13 de fevereiro - Saeeda Hussain, 54, foi esfaqueada em Ilford
  • 14 de fevereiro - Lord Promise Nkenda, 17 anos, esfaqueado em Canning Town
  • 18 de fevereiro - Lewis Blackman, 19 anos, esfaqueado em Kensington
  • 19 de fevereiro - Rotimi Oshibanjo, 26 anos, esfaqueado em Southall
  • 20 de fevereiro - Sadiq Mohammed, 20 anos, esfaqueado em Camden
  • 20 de fevereiro - Abdikarim Hassan, 17 anos, esfaqueado em Camden
  • 25 de fevereiro - Michael Boyle, 44, esfaqueado no peito em um local desconhecido
  • 1º de março - Christopher Beaumont, 42, esfaqueado em Hammersmith
  • 5 de março - Laura Figueira, 47, esfaqueada em Twickenham
  • 5 de março - Kelva Smith, 20 anos, esfaqueado em Croydon
  • 14 de março - Lyndon Davis, 18 anos, esfaqueado em Chadwell Heath
  • 16 de março - Naomi Hisi, 36 anos, encontrada com facadas em um hotel perto do aeroporto de Heathrow
  • 17 de março - Russell Jones, 23 anos, esfaqueado em Enfield
  • 18 de março - Tyrone Silcot, 41 anos, esfaqueou Hackney
  • 19 de março - Balbir Johal, 48, esfaqueado em Southall
  • 19 de março - com 41 anos de idade, ele foi esfaqueado até a morte em Waltham Forest
  • 20 de março - Beniamin Pieknyi, 21 anos, esfaqueado no shopping center Stratford
  • 26 de março - David Potter, 50, esfaqueado em Tooting
  • 29 de março - Reece TSHoma, 23, esfaqueado em Plumstead
  • 30 de março - Leyla Mtumwa, 36, encontrada com facadas em uma casa em Haringey
  • 1º de abril - um menino de 20 anos foi esfaqueado em Wandsworth
  • 4 de abril - um homem de 38 anos foi esfaqueado em uma casa em Lewisham
  • 4 de abril - Israel Ogunsola, 18 anos, foi esfaqueado até a morte em um carro em Hackney em 4 de abril. A polícia foi alertada por um motorista e realizou os primeiros socorros, mas o adolescente morreu na cena do crime.
  • 5 de abril - cinco adolescentes e um homem foram esfaqueados em Londres em um espaço de 24 horas. Uma das vítimas tinha 13 anos de idade.
  • 9 de abril - Um homem de 70 anos foi esfaqueado quatro vezes e roubado quando voltou para sua casa em Harold Hill depois de receber sua pensão.
  • 12 de abril - uma mulher de vinte e poucos anos foi presa após esfaquear um homem em Isle of Dogs em 12 de abril de 2018.
  • 15 de abril - Um homem chamado Raul Nicolae foi esfaqueado pouco antes das 18h em Colindale, ao norte de Londres.
  • 15 de abril - Samantha Clarke, 38 anos, foi esfaqueada em Brixton, sudoeste de Londres, logo após as 18h30 e a polícia prendeu um homem na casa dos 20 anos.
  • 20 de abril - Aaron Springett, 32 anos, morreu depois que ele foi encontrado desmaiado em Morden, sudoeste de Londres, pouco antes das 13h30. Um homem de 31 anos foi preso por suspeita de assassinato.
  • 21 de abril - um homem de 20 anos foi esfaqueado em Finsbury Park, norte de Londres, e um líder alertou sobre um "verão de açougue" na capital
  • 17 de maio - Um homem de 24 anos foi esfaqueado em Cross Road, na área de Barking, por volta das 11h30.
  • 20 de maio - um homem de 20 anos esfaqueou Mitcham, ao sul de Londres
  • 21 de maio - Marcel Campbell, 20, foi esfaqueado a poucos metros da Islington City Hall, no norte de Londres
  • 30 de maio - Um homem, de 40 anos, foi esfaqueado em Kensington, a oeste de Londres.
  • 1º de junho - uma mulher foi encontrada esfaqueada na área de Brent, a noroeste de Londres.
  • 9 de junho - Edmond Jonuzi, 35 anos, foi esfaqueado perto da estação de metrô Turnpike Lane, no norte de Londres, no que se acredita ser um ataque relacionado a drogas.
  • 23 de junho - Jordan Douherty, 15 anos, torna-se o mais jovem a ser esfaqueado em Londres este ano depois de ser esfaqueado no coração de Romford, no leste de Londres.
  • 27 de junho - um homem de 20 anos foi esfaqueado até a morte em uma área de prédios em Edmonton, norte de Londres.
  • 30 de junho - quatro pessoas foram esfaqueadas na Garage Festival Nation, no leste de Londres.
  • 2 de julho - uma criança de 14 anos foi esfaqueada várias vezes em Fairbridge Road, Islington.
  • 14 de julho - Katerina Makunova, 17, foi morta após ser esfaqueada em Camberwell.
  • 25 de julho - um homem de 18 anos, Latwaan Griffiths, foi esfaqueado em Camberwell.