15 °C
Cultura

Nova categoria "Brazilian" ​deixa Carnaval de Notting Hill mais verde e amarelo

|

(DE LONDRES) POR BRUNO FUSCHINI - Maior evento de rua da Europa, a edição 2018 do Carnaval de Notting Hill se aproxima, dessa vez com uma grande novidade: a estreia da categoria “Brazilian”.


Até o ano passado a festa contava com a seção “Samba”, que já não vinha dando conta da grande diversidade sonora brasileira presente na capital britânica.


“Agora, todos os grupos podem ter a sua cultura melhor reconhecida. Teve anos em que grupos que não tocavam samba do Rio foram julgados nessa categoria, e isso causou muita polêmica”, afirma Sam Alexander, diretor do grupo de maracatu Baque de Axé.


“Desde 2002 o maracatu da gente foi excluído e forçado ou a sair ilegalmente ou a sair ligado a um grupo jamaicano ou caribenho. Agora estamos sendo respeitados pela primeira vez.”


Baque de Axé (Divulgação)

1   Baque de Axé


Os números deste ano mostram como a decisão de alterar a categoria de “Samba” para “Brazilian” foi acertada. Até 2017, três bandas competiam na antiga seção: duas de samba do Rio e uma de samba-reaggae da Bahia. Neste ano serão seis: três de samba-reggae (Batala, Tribo e Timbal), uma de Maracatu (Baque de Axé) e duas escolas de samba (London School of Samba e Paraíso School of Samba).


Com ritmos e performances tão diversas, caberá à comissão julgadora avaliar quesitos como tema, figurino, harmonia e originalidade, trazendo uma homogeneização à categoria.


“Esperamos que seja um carnaval de colaboração entre as bandas e um carnaval mais aberto, que atraia mais bandas de estilo brasileiro no futuro. E que a ênfase seja mais na diversão do que na competição”, diz Pilar Rowlands, do grupo Batala, que desfila com 200 integrantes.


Batala (Divulgação)

2   Batala


Criado pela expressiva comunidade caribenha na capital britânica, o Carnaval de Notting Hill é celebrado desde 1966, sempre no Bank Holiday do mês de agosto. Anualmente, o evento reúne durante seus dois dias de festa cerca de dois milhões de pessoas pelas ruas do tradicional bairro da zona oeste de Londres.


“O Carnaval de Notting Hill foi criado para unir as pessoas da comunidade. Alguns anos mais tarde ele abriu as portas para bandas brasileiras como um gesto de inclusão e união de culturas. A importância das bandas brasileiras neste carnaval é para ilustrar essa união de culturas”, diz Pilar.


A união de culturas é tanta, que um dos grupos em disputa na categoria “Brazilian” é na verdade francês. Sediado em Paris, o Timbao traz uma sonoridade do samba-reggae da Bahia, com percussão inspirada em bandas como Olodum e Timbalada.


“A particularidade do Timbao é que nós temos um apelo muito visual, contemporâneo e coreografias africanas durante a exibição”, diz Véronique K, coordenadora do grupo. “Esperamos que o público e os juízes tenham curtam a nossa apresentação durante o desfile.”


Timbao (Divulgação)

4   Timbao


A festa começa na sábado, dia 25, às 18h, com um pré-carnaval no Emslie Horniman’s Pleasance Park. No local, enquanto os visitantes aproveitam o pôr-do-sol e degustam as várias opções de comida caribenha, oito bandas brigam pelo título da tradicional National Panorama Steelband Competition, maior disputa de tambores de aço fora do Caribe.


No domingo (26), a abertura oficial do evento ocorre às 10h. Segundo a organização do evento, este será um dia mais para as famílias, com desfiles e bandas voltados às crianças. Além da parada principal, uma série grupos musicais animam o público tocando ritmos como calypso, soca e reggae.


A segunda-feira (27) é o clímax do carnaval, com os desfiles das categorias em competição. São mais de 60 bandas, 37 soundsystems e milhares de dançarinos cobertos por penas e lantejoulas pelas ruas de Notting Hill.


Tanto no sábado quanto no domingo o público pode conferir também, das 12h às 19h, atrações musicais em palcos montados no Emslie Horniman's Pleasance Park e na Powis Square.


O evento conta ainda com 39 bandas estáticas, espalhadas pela região de Notting Hill. Confira no box abaixo os ritmos e locais onde curtir cada uma delas.


BANDAS FIXAS


Reggae e Soca

GI Roadshow - Adella Street

Channel One Soundsystem - Leamington Road Villas e Westbourne Park

Gladdy Wax Road Show - 304 Portobello Road

High Grade - Oxford Gardens e St Lawrence Terrace

Killerwatt - St Luke's Road e Tavistock Road

I'Spy - Southern Row e West Road

King Tubby's - Clydesdale House

Mangrove Sounds - 3 All Saints Road

Metro Glory - Westbourne Park Road e Ledbury Road

Saxon Sound - Chesterton Road e St Lawrence Terrace

SSP Soundsystem - Talbot Road e Ledbury Road

Virgo International - Oxford Gardens e Portobello Road

RBMA Sound System - Emslie Horniman's Pleasance Park


Drum and bass

CMC/Matrix Soundsystem - All Saint’s Road

Different Strokes - St Luke’s Road e Lancaster Road


Blues

Gaz's Rockin' Blues - 103 Talbot Road


Latin

Latin Rave Street Jam - 318 Portobello Road


Disco

Disco Hustlers - Powis Square


Mixed genres

Mayhem Crew - Middle Row e Conlan Street

Platinum Soundsystem - Bonchurch Street e Portobello Road

Lord Gelly's - 47 Cambridge Gardens

Rampage - Colville Square

Rapattack - 23 All Saints Road

Rough But Sweet - Hazelwood Crescent

Sir Valdez - Golborne Road


R&B

The Fun Bunch - Sutherland Place e Talbot Road

Mastermind Roadshow - Canal Way

Sir Lloyd - Leamington Road Villas


Dubstep

Aba Shanti4 - East Row e Southern Row

Blackstar Showtime - Southern Row e Bosworth Road


Funky house

4Play - West Row e Kensal Road junction

KCC and the Rocking Crew - Wornington Road