8 °C
Londres

Reino Unido ganha o seu grupo de Mulheres do Brasil

|

(DE LONDRES) DA REDAÇÃO - Com o objetivo de se expandir pelo mundo todo, o Grupo Mulheres do Brasil desembarcou em Londres para o primeiro encontro com as mulheres brasileiras que vivem no Reino Unido. O grupo que começou no Brasil, rapidamente tem se expandido, com a participação de mulheres de diversos segmentos que se reúnem para discutir e propor ações em temas ligados ao empreendedorismo, educação, cotas para mulheres e diversos projetos de interesse social e público.


Mulheres da comunidade participaram do primeiro encontro na LSE  (GMB/reprodução)

WhatsApp Image 2018 07 12 at 07.08.17


Com a presença da madrinha do grupo a executiva Margaret Groff, líder do Núcleo Paraná – Curitiba, o encontro das brasileiras foi realizado na London School of Economics, no dia 11 de julho. Dezenas de mulheres das mais diversas as áreas de atuação estiveram presentes, e já fazem parte do novo núcleo, que deve atuar entre as imigrantes e expatriadas que vivem aqui, para promover muitas atividades que ajudem no empoderamento não só das mulheres brasileiras, mas também das que fazem parte do grupo de falantes da língua portuguesa.


O núcleo Reino Unido está em formação, mas já conta com duas coordenadoras locais Daniela Barone e Maria Antonia de Carli. “O grupo preza pela igualdade de gêneros e condena qualquer tipo de violência e mal trato à mulher. Temos sonhos, e o momento é de mapear como realizar esses sonhos, para no futuro nos tornarmos referência paras mulheres do Brasil que vivem no Reino Unido”, destaca Maria Antonia.


Para conhecer o Grupo Mulheres do Brasil e participar das atividades visite www.grupomulheresdobrasil.com.br






Daniela e Maria Antonia

Maria Antonia de Carli e Daniela Barone foram indicadas como líderes para o Reino Unido.


WhatsApp Image 2018 07 12 at 07.08.18 (1)

A paranaense Margaret Grof, que esteve a frente da diretoria da Itaipu por muitos anos, esteve em Londres para lançar o grupo, a executiva Virgínia Schettino e a jornalista Cristiane Lebelem que dirige o Notícias em Português


WEBRN2607ED1M1 0014